Detenções relacionadas à cannabis caem 90% em Richmond (EUA) após a legalização

mao baseado olofsson Detenções relacionadas à cannabis caem 90% em Richmond (EUA) após a legalização

As prisões por maconha caíram mais de 90% na capital do estado americano da Virgínia, desde que a lei de legalização entrou em vigor em 1º de julho. As informações são do Ganjapreneur

As prisões por cannabis caíram mais de 90% na área de Richmond, capital da Virgínia (EUA), desde que a lei de cannabis do estado entrou em vigor em 1º de julho, relata o Richmond Times-Dispatch. Desde que a lei entrou em vigor, houve apenas 25 prisões em Richmond e nos condados de Chesterfield, Hanover e Henrico; durante o mesmo período de sete semanas no ano passado, houve 257 prisões relacionadas à cannabis.

Leia mais: Permitir que cidadãos fumem maconha em público leva a um declínio maior de prisões em NY

site sb Detenções relacionadas à cannabis caem 90% em Richmond (EUA) após a legalização

Jenn Michelle Pedini, diretora de desenvolvimento da Organização Nacional para a Reforma das Leis da Maconha (NORML) e diretora executiva da seção estadual da entidade, disse ao Times-Dispatch que a redução nas prisões “indica que a política pública está funcionando como pretendido e em uma maneira que é consistente com as observações pós-legalização de outros estados”.

A maioria das prisões — 10 — foram acusações de simples porte por indivíduos menores de 21 anos, para os quais ainda é ilegal possuir qualquer quantidade de cannabis de acordo com a lei aprovada pelo Legislativo do estado. As acusações de posse por menores são uma violação civil.

Pacientes fazem fila para comprar maconha fumável na Virgínia (EUA)

O chefe de polícia de Chesterfield, Jeffrey Katz, disse que seu departamento “não se esquivou de fazer cumprir as leis que estão nos livros”.

“Acreditamos que prisões ou processos são vantajosos para a segurança pública. Então esse é o tipo de filosofia sob a qual operamos. Quer dizer, não estamos procurando ativamente por prisões [por maconha]. Mas se virmos violações da lei, e acharmos apropriado, fazemos a acusação”, disse Katz ao Times-Dispatch.

Leia: Assassinatos e tortura: documentos revelam o início da guerra às drogas dos EUA no México

Katz descreveu o processo dos legisladores na legalização da cannabis no estado como uma “política pública deficiente”.

“Não há mercado público para alguém comprar o que se tornou legal, e isso significa que, para que alguém possua maconha, ele mesmo deve cultivá-la ou comprá-la de um revendedor de rua”, disse ele no relatório, “e é isso que estamos vendo”.

O xerife de Hanover, David Hines, disse em um comunicado que “se uma violação for observada, as acusações apropriadas serão feitas”; no entanto, Hanover não registrou uma única prisão por maconha de 1º de julho a 20 de agosto.

Espera-se que as vendas de cannabis comecem na Virgínia em 2024.

Veja também:

Nova Jersey (EUA) elimina mais de 360 mil registros criminais de casos de maconha

#PraTodosVerem: foto, em close, de um baseado e a mão que o segura entre os dedos indicador e médio, e no fundo, desfocado, o que parece ser um espaço público. Crédito: Elsa Olofsson / Unsplash.

smokebuddies logo2 Detenções relacionadas à cannabis caem 90% em Richmond (EUA) após a legalização

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!