Departamento de Transportes dos EUA libera trabalhadores de testes para CBD

caminhoes Departamento de Transportes dos EUA libera trabalhadores de testes para CBD

Trabalhadores de cargos sensíveis à segurança não serão mais testados para CBD. Órgão alerta que produtos não regulamentados podem conter mais THC do que indica o rótulo. Com informações do Marijuana Moment e tradução pela Smoke Buddies

O Departamento de Transportes dos EUA (DOT) emitiu um aviso na terça-feira (18) esclarecendo que os trabalhadores em posições sensíveis à segurança sob seus regulamentos não serão testados para CBD. No entanto, pediu cautela ao usar produtos que contenham o composto da cannabis, porque eles podem desencadear testes positivos para a maconha.

O DOT exige testes de drogas para uma classe de trabalhadores que inclui pilotos, motoristas de caminhões e ônibus escolares, engenheiros de trens, operadores de veículos de trânsito e pessoal de manutenção de aeronaves. Embora o uso de maconha continue sendo proibido, o departamento reconheceu que a legalização federal do cânhamo significa que o canabidiol derivado da colheita não é mais uma substância controlada.

A agência federal expôs três pontos principais sobre a nova política:

  1. O DOT “exige testes para maconha e não CBD”.
  2. Os trabalhadores devem permanecer cautelosos com o uso de produtos de CBD, porque ainda não são regulamentados pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) e “a rotulagem de muitos produtos de CBD pode ser enganosa, porque os produtos podem conter níveis mais altos de THC do que o rótulo do produto indica”. O THC é o principal composto intoxicante da maconha, e os testes de drogas geralmente buscam seus metabólitos.
  3. O departamento disse que “o uso de CBD não é uma explicação médica legítima para um resultado positivo da maconha confirmado em laboratório”. Portanto, se um funcionário que usa CBD que contém excesso de THC der positivo, não pode ser defendido como uso médico.

“Continua inaceitável que qualquer funcionário sensível à segurança sujeito aos regulamentos de testes de drogas do Departamento de Transportes use maconha”, afirma o aviso. “Como o uso de produtos de CBD pode levar a um resultado positivo no teste de drogas, os funcionários sensíveis à segurança regulamentados pelo Departamento de Transportes devem ter cuidado ao considerar a possibilidade de usar produtos de CBD.”

Leia: O que há nesse CBD? Talvez não seja o que você pensa

O DOT esclareceu que este aviso “não tem a força e o efeito da lei e não pretende vincular o público de forma alguma”. Em vez disso, “destina-se apenas a fornecer clareza ao público sobre os requisitos existentes sob as políticas da lei ou da agência”.

“A conformidade com esta política e o ‘aviso de compliance’ é apenas voluntário e a não conformidade não afetará direitos e obrigações sob os estatutos e regulamentos existentes”, conclui o aviso“Os funcionários sensíveis à segurança devem continuar a cumprir os requisitos regulamentares subjacentes para testes de drogas”.

Embora a política do DOT pareça dar aos trabalhadores alguma indulgência no que diz respeito ao CBD, os ramos militares desencorajaram ou proibiram amplamente o uso do composto não intoxicante nos últimos meses.

No mês passado, o Departamento de Defesa deixou claro que o CBD está fora dos limites para os membros do serviço.

A Força Aérea emitiu um aviso no ano passado estipulando que seus membros estão proibidos de usar o composto.

A Marinha disse às suas fileiras que estão proibidas de usar o CBD, independentemente de seu status legal.

E a Guarda Costeira disse no ano passado que os marinheiros não podem usar maconha ou visitar dispensários legais do estado.

Enquanto isso, a NASA disse que os produtos de CBD podem conter concentrações não autorizadas de THC que podem prejudicar os empregos se os funcionários falharem no teste de drogas.

A Administração de Serviços de Abuso de Substâncias e Saúde Mental (SAMHSA) emitiu orientações aos coordenadores do programa federal de medicamentos do órgão no ano passado, expressando preocupação com o excesso de THC nos produtos de CBD, o que parece ter levado os vários departamentos a esclarecer suas regras.

Leia também:

Na Califórnia (EUA), a maconha legal ainda custa o emprego de muitas pessoas

#PraCegoVer: em destaque, foto em vista diagonal de uma fila de caminhões de vários tipos, de cor branca e preta, estacionados ao lado de um prédio, de estrutura horizontal; ao fundo, parte superior esquerda, vê-se um céu com nuvens escuras que fica amarelo na linha do horizonte. Foto: IOL.

lazy placeholder Departamento de Transportes dos EUA libera trabalhadores de testes para CBD

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!