Consumo juvenil de maconha no Colorado (EUA) não mudou expressivamente após legalização

adolescente pipe Consumo juvenil de maconha no Colorado (EUA) não mudou expressivamente após legalização

Pesquisa mostra que não houve aumento significativo no consumo de maconha entre jovens, que agora estão optando por outras formas de uso, além do fumado. As informações foram traduzidas pela Smoke Buddies do Marijuana Moment

O consumo de maconha por jovens no Colorado “não mudou significativamente desde a legalização” em 2012, mas os métodos de consumo estão se diversificando, anunciaram autoridades estaduais em um relatório no início do mês.

Embora as formas específicas como os adolescentes estão usando cannabis estejam mudando — com mais jovens optando por dabear ou vaporizar cannabis em vez de fumar —, o relatório oferece evidências adicionais de que o fim da proibição da maconha para uso adulto não levou a um aumento estatisticamente significativo do uso geral entre alunos do ensino fundamental e ensino médio.

lazy placeholder Consumo juvenil de maconha no Colorado (EUA) não mudou expressivamente após legalização

A pesquisa bienal Healthy Kids Colorado mostra que 20,6% dos alunos do ensino médio e 5,2% dos alunos do ensino fundamental II relataram consumo de cannabis nos últimos 30 dias em 2019. Para a categoria do ensino médio, isso representa 1,2 ponto percentual a mais em comparação com a pesquisa bienal mais recente em 2017 — mas ainda é menor do que o último relatório de pré-legalização em 2011, quando a taxa de consumo desse grupo era de 22%.

Não houve mudança para o grupo do ensino fundamental de 2017 a 2019, mas o uso nos últimos 30 dias é menor do que a taxa pré-legalização de 2011 de 6,3 por cento.

“O uso de maconha entre jovens não mudou significativamente desde a legalização, mas a forma como os jovens estão usando maconha está mudando”, disse o Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente do Colorado (CDPHE) em um comunicado de imprensa.

Uma autoridade da Iniciativa Nacional de Maconha do Escritório de Política Nacional de Controle de Drogas da Casa Branca expressou um sentimento semelhante aos legisladores no mês passado, afirmando que, por razões que não são claras, o consumo de cannabis pelos jovens “está diminuindo” no Colorado e em outros estados legalizados e que isto é “uma coisa boa”, mesmo que “não entendamos por quê”.

Oficial antidrogas da Casa Branca admite que uso de maconha por jovens caiu após legalização

O grupo proibicionista Smart Approaches To Marijuana (SAM) enquadrou os novos dados estaduais de forma diferente, tentando lançar os números de 2019 como mostrando aumentos dramáticos no consumo dos jovens. Inicialmente, seu comunicado de imprensa afirmava que houve um aumento de 15,5% no consumo de cannabis entre crianças com 15 anos ou menos de 2017 a 2019.

O Marijuana Moment apontou para o vice-presidente executivo do grupo que isso está errado; o número de 15,5 por cento é quantos daqueles com 15 anos ou menos relataram uso de maconha nos últimos 30 dias em 2019, em vez de um aumento de 15,5. SAM já corrigiu seu lançamento.

Posteriormente em seu comunicado à imprensa, o SAM afirmou que houve um aumento de 14,8% no uso dos últimos 30 dias nessa faixa etária durante o período de dois anos, o que é tecnicamente preciso, mas parece tentar deliberadamente criar a impressão de que houve um aumento de 14,8 pontos percentuais. Na realidade, os dados mostram que 13,5% daqueles com 15 anos ou menos consumiram maconha nos últimos 30 dias em 2017, com o aumento para 15,5% em 2019.

O grupo também deixa de fora que a taxa de 2019 de 15,5 por cento não é um aumento estatisticamente significativo em comparação com a taxa de 15,4 por cento de 2013 — o primeiro ano de implementação no Colorado e o primeiro ano em que esses dados específicos estão disponíveis.

“O consumo de maconha aumentou em 2019 em comparação com 2017 — ponto final”, disse Colton Grace, associado de comunicações do SAM, ao Marijuana Moment, desviando-se da questão de como o uso atual se compara ao período pré-legalização. “O CDPHE aplicou sua própria medida de significância para relatar que esse aumento não foi significativo ao combinar todas as classes”.

O SAM afirmou que o uso por jovens “disparou”, com aumentos caracterizados como “significativos”, apesar de como as autoridades estaduais descreveram seus dados.

Consumo de maconha caiu entre jovens canadenses após legalização

“Você pode ver o desespero de nossos oponentes em sua recusa até mesmo em aceitar fatos básicos quando eles são expostos claramente a eles”, disse Erik Altieri, diretor executivo da NORML, ao Marijuana Moment. “Com a legalização agora funcional e operando conforme o pretendido em muitos estados, seu jogo de jogar ‘Chicken Little’ está se esgotando”.

“Não só o céu não caiu, mas estamos vendo o impacto positivo social e econômico de nos afastarmos de nossa proibição fracassada”, disse ele. “Os poucos proibicionistas remanescentes vivem o ditado: ‘Se você tem os fatos do seu lado, martele os fatos. Se você tem a lei do seu lado, acerte a lei. Se você não tiver nenhum do seu lado, aperte o botão enviar tweet em seu discurso infundado’”.

Paul Armentano, vice-diretor da NORML, disse ao Marijuana Moment que o SAM “tem uma longa história de deturpação de dados específicos da reforma da legislação sobre a maconha e seu impacto sobre os padrões de uso de jovens em uma tentativa de encaixar sua própria narrativa pré-concebida”, observando instâncias anteriores em que a análise do grupo de estudos sobre o assunto parece deturpar as conclusões dos pesquisadores.

Fora das estatísticas gerais de uso por jovens, o novo relatório do CDPHE também destacou mudanças nos métodos de consumo.

Embora fumar cannabis continue sendo a forma mais comum de os alunos do ensino médio usarem maconha em 15,3 por cento, ela caiu de 17,6 por cento em 2017 e 18,6 por cento em 2015. O dabbing neste grupo aumentou de 6,9% em 2017 para 10,2% em 2019. O consumo vaporizado também é mais comum, crescendo de 4% em 2017 para 6,8% em 2019.

Sabe o significado do termo ‘dabbing’? Não? Então clique aqui e confira no Dicionário da Maconha

O CDPHE descreveu essas descobertas como “tendências preocupantes, uma vez que os produtos de maconha associados a esses métodos de consumo geralmente contêm altas concentrações de tetraidrocanabinol (THC), o principal composto psicoativo da maconha”.

“A saúde pública e os principais parceiros devem priorizar os esforços de prevenção do uso de maconha entre jovens para mitigar essas tendências crescentes”, disse o departamento.

“Consistente com os dados anteriores de outros estados, o uso de maconha pelos jovens é amplamente estável no pós-legalização”, disse Armentano da NORML. “Dito isso, os jovens — como americanos de todas as idades — estão ampliando as formas de consumir cannabis, como uma maior variedade de produtos de cannabis está mais disponível agora do que nas décadas anteriores”.

“Como os vários métodos de ingestão podem influenciar diretamente a duração e o grau do efeito da droga, é importante mais do que nunca que os consumidores de qualquer idade sejam educados sobre essas diferenças e que os varejistas licenciados permaneçam zelosos quanto a esses produtos, e os produtos mais potentes, em particular, não devem ser desviados para menores”, afirmou.

Estudos anteriores que analisaram as taxas de uso por adolescentes após a legalização encontraram declínios semelhantes ou uma falta de evidências indicando que houve um aumento.

No ano passado, por exemplo, um estudo pegou dados do estado de Washington e determinou que o declínio do consumo de maconha pelos jovens poderia ser explicado pela substituição do mercado ilícito por regulamentações ou pela “perda de apelo à novidade entre os jovens”. Outro estudo do ano passado mostrou o declínio do consumo de cannabis pelos jovens em estados legalizados, mas não sugeriu possíveis explicações.

Leia também:

Jovens estadunidenses consomem menos maconha após legalização, diz estudo

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra a boca e as mãos de uma pessoa jovem que acende, com um isqueiro, um pequeno pipe de vidro de formato espiralado e em dois tons de verde. Foto: Unsplash.

lazy placeholder Consumo juvenil de maconha no Colorado (EUA) não mudou expressivamente após legalização

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!