Consumidores de maconha fazem sexo com mais frequência, revela pesquisa

maos baseado Consumidores de maconha fazem sexo com mais frequência, revela pesquisa

Os usuários de cannabis fazem sexo melhor e mais frequente do que os não usuários, de acordo com uma nova pesquisa

Os consumidores adultos de cannabis nos EUA fazem sexo com mais frequência do que os não usuários e acreditam que o uso de maconha melhora sua vida sexual, de acordo com uma nova pesquisa encomendada pela Betty’s Eddies, uma marca de doces de frutas infundidos com cannabis.

Realizada pela The Harris Poll entre 1.967 pessoas maiores de 21 anos, a pesquisa on-line descobriu que 50% dos usuários de cannabis fazem sexo várias vezes por semana ou mais, em comparação com apenas 35% dos não usuários.

Leia também: Jovens que usam maconha têm melhores orgasmos e função sexual, diz estudo

A pesquisa também revelou que quase dois terços (65%) dos consumidores de cannabis sexualmente ativos concordam que a maconha melhora sua vida sexual e 67% dizem que ajuda a deixá-los com vontade de fazer sexo.

E ainda que mais da metade (51%) dos consumidores de cannabis acredita que a erva é um afrodisíaco natural e 30% acreditam que é o afrodisíaco natural mais eficaz — mais do que chocolate (16%) ou ostras (12%).

Os comestíveis são preferidos no quarto: 52% dos consumidores de maconha sexualmente ativos preferem comestíveis a fumar cannabis para entrar no clima do sexo, segundo a pesquisa da Betty’s Eddies.

“Esta pesquisa valida nossa estratégia de desenvolvimento de produtos e seleção de ingredientes, ao dizer que sim, os usuários de cannabis querem e fazem mais sexo do que os não usuários”, disse Tim Shaw, diretor de operações da MariMed, fabricante da marca de comestíveis, referindo-se a uma das linhas de doces da empresa que apresenta uma mistura de afrodisíacos naturais.

Leia mais: Cannabis pode ser aliada de mulheres que sentem dor e desconforto no sexo

Esta pesquisa foi realizada on-line nos Estados Unidos pela The Harris Poll em nome da MariMed, de 27 a 31 de janeiro de 2022, entre 1.967 adultos com mais de 21 anos, dos quais 763 consomem cannabis (definida na pesquisa como produtos de maconha, como comestíveis, inflorescências, concentrados, vapes etc., que contenham THC).

Os resultados são condizentes com outro estudo recente realizado na Espanha, onde os usuários de cannabis pontuaram mais do que os não usuários tanto na escala geral de funcionamento sexual quanto nas subescalas de excitação e orgasmo, sendo que aqueles que usaram mais maconha relataram maiores escores de funcionamento sexual e excitação do que os usuários moderados.

“Nossas descobertas indicam que os jovens que usam cannabis com frequência, independentemente do sexo, têm melhor função sexual geral”, diz o artigo do estudo publicado na Healthcare.

As descobertas também são consistentes com os achados de um estudo anterior conduzido por pesquisadores da Universidade da British Columbia, no Canadá, envolvendo 216 pessoas com idade média de 29 anos, que usaram maconha para melhorar sua experiência sexual. Os efeitos da cannabis em percepções aumentadas, distorção do tempo, relaxamento e inibição diminuída foram tidos hipoteticamente como explicações para a melhora na função sexual.

Em linha semelhante, outro estudo realizado nos EUA descobriu que as mulheres que relataram mais uso de cannabis apresentaram pontuações mais altas de função sexual, bem como desejo, excitação, orgasmo e satisfação.

Outro estudo revelou que a maioria das mulheres que usaram maconha antes do sexo relatou efeitos sexuais positivos nos domínios de satisfação sexual geral, desejo, orgasmo e melhora na dor sexual, mas não na lubrificação.

Uma conexão entre o aumento do uso de cannabis e o aumento da função sexual, bem como maior satisfação sexual e diminuição da prevalência de disfunção erétil, foi relatada em outro estudo recente realizado com homens.

Nesse sentido, um estudo anterior descobriu que os usuários de maconha têm maior frequência sexual do que os não usuários, bem como uma pontuação mais alta no questionário de saúde sexual.

Leia também:

Uso de maconha aumenta libido e chance de orgasmo, segundo estudo

#PraTodosVerem: fotografia mostra duas mãos que, vindas das laterais da imagem, se encontram ao centro enquanto uma segura um baseado entre o polegar e o indicador, e um fundo de natureza, fora de foco. Foto: Jeff W | Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!