Congresso internacional debate políticas sobre drogas em Recife

folhas sombra Congresso internacional debate políticas sobre drogas em Recife

O 8º Congresso Internacional da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas começa no próximo dia 10 de forma híbrida (digital e presencial), sob o tema “Por uma Política de Drogas Democrática, Inclusiva e Diversa”. Informações do Terra

Recife vai sediar o 8º Congresso Internacional da Abramd, que será realizado em torno do tema “Por uma Política de Drogas Democrática, Inclusiva e Diversa”. O encontro ocorre entre os dias 10 e 13 de novembro e é promovido pela Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (Abramd) com o objetivo de debater experiências nacionais e internacionais sobre políticas públicas voltadas para as drogas, direitos humanos, racismo, entre outros assuntos.

Entre os nomes confirmados para o evento, estão: o professor titular de Neurociências e vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN, Sidarta Ribeiro; o vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Jarbas Barbosa; a ativista do movimento negro norte-americano, Deborah Small; a coordenadora geral da rede Tulipas do Cerrado, Juma Santos; a presidente da ONG Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas, Nathalia Oliveira; o presidente nacional da Central Única das Favelas (Cufa), Preto Zezé; e o fundador da Rede Reforma, Emilio Figueiredo, entre outros.

As inscrições estão disponíveis pelo site www.congressointernacional2021.abramd.org/. A edição terá formato híbrido, por meio digital e presencial, buscando oferecer maior integração entre os participantes. Os valores começam a partir de R$ 50 e há gratuidade para sócios e integrantes de movimentos sociais e coletivos.

Leia mais: Justiça e guerra às drogas: descriminalizar, desfinanciar, desencarcerar

O evento vai abordar temas como: Direitos Humanos, Democracia e Políticas sobre Drogas; Segurança Pública, Racismo e Encarceramento; Cannabis: usos medicinal, recreativo e ritualístico e os desafios em contextos proibicionistas; e Renascimento Psicodélico.

Além das conferências e mesas redondas, o congresso da Abramd realizará minicursos, fóruns de discussão, apresentação de trabalhos, assembleias, lançamento de livros e premiações. O evento também vai tratar a respeito do impacto da pandemia de Covid-19 nas políticas de atenção, assistência, tratamento, redução de danos e rede de proteção das pessoas usuárias e/ou dependentes de drogas.

O Congresso da Abramd tem como presidente de sua comissão responsável Ana Glória Toledo Melcop, e como presidente da comissão científica Danielle Valim.

A proposta do 8º Congresso surge a partir da necessidade de agrupar especialistas renomados para promover um melhor debate acerca das políticas de drogas, como conta a presidente, Ana Glória Toledo Melcop.

“Teremos pesquisadores, gestores públicos, parlamentares, lideranças, pessoas usuárias de drogas e outros grupos para discutir e propor estratégias para ampliação ou mudança das políticas de drogas para que se tornem mais humanas, democráticas, que garantam direitos e sejam eficazes”, disse.

Leia também:

Brasil fica em último lugar em índice que avalia as políticas de drogas

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma folha de cannabis de sete pontas, no lado esquerdo da imagem, acima de outras folhas que estão sobre uma superfície cinza-chumbo, e sombra, na parte direita. Foto: Unsplash / 2H Media.

smokebuddies logo2 Congresso internacional debate políticas sobre drogas em Recife

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!