Cidade de 9 mil habitantes quer virar ponto turístico canábico no Canadá

canada Cidade de 9 mil habitantes quer virar ponto turístico canábico no Canadá

Smiths Falls era conhecida na década de 1980 como um destino turístico – quando a fábrica de chocolate da Hershey’s estava em funcionamento. Agora, quer voltar ao roteiro de viajantes, mas por outro motivo: a cannabis. Saiba mais no artigo da Leafly, com tradução da Smoke Buddies

A maioria das crianças da década de 1980 de Ottawa, no Canadá, visitou a fábrica da Hershey’s pelo menos uma vez com os avós ou em uma excursão escolar, e muitas ainda se lembram dela pela lata de chocolate, que você podia comprar ao final do tour a preços diabeticamente baixos.

A decisão da Canopy Growth de se basear naquela antiga fábrica da Hershey’s fez maravilhas pela economia de Smiths Falls, cidade a uma hora de carro a sudoeste de Ottawa, com uma população de cerca de 9.000 habitantes. Mas, uma coisa que isso não fez foi despertar o interesse dos turistas – principalmente porque o departamento de saúde do país, o Health Canada, desaprova muitas práticas dos negócios de turismo voltados à cannabis.

A própria cidade de Smiths Falls decidiu esta semana mudar isso, apresentando sua Estratégia de Turismo de Cannabis ao conselho da cidade, com o objetivo de “[estabelecer] Smiths Falls como o principal destino turístico de cannabis no Canadá”.

O prefeito Shawn Pankow observou esperançosamente: “Em outras partes do mundo onde a legalização foi introduzida, o turismo de cannabis injetou centenas de milhões de dólares em receita direta e indireta”.

Obviamente, nessas outras partes do mundo, você também pode desfrutar legalmente de coffee shops, ou fumar um baseado enquanto estiver ao ar livre em um barco. Ontário, por exemplo, está lutando contra essas duas ideias – deixando aqueles que aspiram investir no turismo de cannabis sem muitas opções.

Legalmente, não se pode vender ou dar cannabis ao público sem uma licença da Health Canada; não se pode servir maconha como alimento; não é possível fumar enquanto estiver em um barco, lounge ou clube; nem em bares. Além disso, toda a publicidade de produtos de maconha é rigorosamente regulamentada.

O prefeito Pankow e sua equipe prospectiva esperam que os spas com temas de maconha possam ser uma área de crescimento, além de comestíveis, mas a cidade ainda nem tem uma loja de maconha. Até o momento, 30.000 pessoas visitaram o centro de visitantes da Canopy, o que é um bom começo – mas ainda muito longe de ser um dispensário 24 horas em Las Vegas.

Leia também:

Cidade canadense abriga a maior fábrica de maconha legal do mundo

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em vista superior de um mapa apoiado em uma superfície lisa e esticado sob um copo de café, com espuma decorada com desenho de uma folha de cannabis.

lazy placeholder Cidade de 9 mil habitantes quer virar ponto turístico canábico no Canadá

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário