A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

food and wine classic A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

Depois de uma estreia histórica em 2019, a cannabis ganhou outro lugar na cobiçada mesa do festival de culinária. Saiba mais com as informações da Forbes

O evento ao ar livre de três dias (10 a 12 de setembro) em Aspen (Colorado, EUA) marcou um retorno triunfante após o cancelamento da edição de verão de 2020 — em vez disso foi remarcada para um cenário alpino de outono. Estrelas de Martha Stewart, Guy Fieri e Andrew Zimmern até “Top Chefs” da Bravo incluindo Melissa King, Shota Nakajima e Kwame Onwauchi brindaram para se reunir novamente, liderando uma gama completa de degustações e seminários no Food & Wine Classic. O público foi menor neste ano, pois os organizadores responderam aos efeitos da pandemia hospedando cerca de metade de sua capacidade normal (2.500 frequentadores do festival foram obrigados a confirmar a vacinação).

Desde a primeira vez que abraçou as marcas de CBD, há dois anos, a empresa de mídia de propriedade da Meredith Corporation aumentou seu interesse na cannabis no que se refere aos mundos de alimentos e vinhos — em 2020, a revista publicou seu primeiro relatório aprofundado sobre o assunto e viu um aumento na resposta do leitor para receitas infundidas e novos itens, de acordo com o editor-chefe da Food & Wine, Hunter Lewis.

site sb A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

Leia mais: Food & Wine: a arte de cozinhar com cannabis

“Trabalhamos para cobrir a cannabis de uma forma séria para nossos leitores — para informar e fornecer insights para ajudar nosso público a entender e navegar melhor neste espaço emergente. As percepções do consumidor e os padrões de consumo têm mudado de forma significativa”, disse Lewis. “Dada a crescente legalização e disseminação da cultura da cannabis no país e a presença do Colorado como líder na indústria, é natural que você continue a ver o CBD integrado na revista e no Classic de forma muito orgânica”.

As três empresas CBD que foram convidadas a participar — CarryOn, Lord Jones e Red Belly Honey — foram selecionadas por que “são todas marcas de alto padrão que apoiam a missão de bem-estar das pessoas”, afirmou a diretora executiva da Food & Wine Classic, Diella Allen, em Aspen. Além dos participantes oficiais, outras marcas de cannabis promoveram ações ao longo do fim de semana para capitalizar sobre o público cativo de formadores de opinião na cidade.

“Buscamos marcas que se alinhem com os participantes do Classic e com a missão editorial ao selecionar os expositores para o evento”, explica Allen. “É assim que selecionamos todos os expositores — eles merecem destaque? A Food & Wine os cobriu? Eles melhoram a experiência, apresentando novos produtos e compartilhando novas tendências?”.

 

 

 

Do lançamento da bebida de CBD da Ocean Spray a um superalimento infundido por abelhas, aqui estão os cinco principais tópicos do 38º Food & Wine Classic em Aspen.

 A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

#PraTodosVerem: fotografia, tirada de cima para baixo, mostra uma caixa dourada da Lord Jones entreaberta que revela balas de goma vermelhas e amarelas, sobre uma mesa branca, onde copos com drinques amarelos e limões aparecem nos cantos fechando a composição. Foto: Lord Jones.

Líder de luxo

Ao entrar nas icônicas tendas brancas do Grand Tasting Pavilion, a primeira visão que muitos participantes focaram foi uma mesa de exibição colorida no estilo de uma loja de doces da Lord Jones — indiscutivelmente a marca original de “cannabis de luxo” que surgiu na era pós-legalização.

“Não há nada como o ritual de iniciar qualquer experiência com uma goma de CBD derivado de cânhamo Old Fashioned da Lord Jones, então esta colocação como o primeiro ponto de contato antes de entrar no evento foi o destino”, refletiu o gerente geral da Lord Jones, Summer Frein. “O mundo da comida e do vinho em si é uma arte — há uma meticulosidade que anda de mãos dadas com o sucesso culinário. Sempre sentimos que a cannabis merecia um lugar nesta mesa”.

Fundada em 2017 e adquirida por US$ 300 milhões pela Cronos em 2019, a empresa com sede em Los Angeles ainda é a autoridade em extravagantes (e eficazes) comestíveis, tinturas e cuidados com a pele com infusão de CBD. Embora não fosse um expositor no pavilhão, Lord Jones estava à venda no “Mercantile” do Classic, onde os convidados eram guiados pessoalmente por Frein e sua equipe de embaixadores — vestindo macacões rosa com bordados personalizados da Free People — enquanto faziam compras.

“Sentimos que este era o público perfeito para compartilhar o deleite de nossos produtos best-in-class”, acrescentou Frein. “Nossa marca se tornou sinônimo de ‘temporada de premiação’ por muitos anos como um tapete vermelho essencial — trabalhamos com o Oscar, SAG Awards e Telluride Film Festival, mas este foi nosso primeiro evento de comida presencial. Ser destacado aqui realmente dá a todos os participantes um selo de aprovação de todo o setor”.

Leia também: Como a maconha se tornou item básico da sacola de presentes do Oscar

 A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

#PraTodosVerem: fotografia mostra um prato azul com três laranjas, duas inteiras e uma cortada ao meio, e forrado de mirtilos, e, no segundo plano em melhor foco, várias latas azuis com a estampa de um mirtilo da bebida CarryOn enfileiradas. Imagem: Rising Sun Photography / Food & Wine Classic.

Gigante da bebida

Seguindo os passos de corporações como Molson Coors e Constellation Brands entrando na categoria de bebidas infundidas, a Ocean Spray é a primeira marca de bebidas não alcoólicas convencional a apresentar sua própria linha de águas gaseificadas com infusão de CBD à base de plantas. Lançada em 2020, o conglomerado de cranberry escolheu o Classic para estrear formalmente a CarryOn.

“[Estávamos prontos para o mercado] bem no meio da Covid-19, então os últimos 12 meses foram um desafio para nos conectarmos com os consumidores em um ambiente verdadeiramente experiencial”, disse o diretor administrativo da CarryOn, Chris Petersen. “Ao participar, sabíamos que poderíamos compartilhar nossas bebidas com milhares de pessoas, incluindo chefs de renome mundial, enólogos e líderes da indústria, para obter seus comentários em tempo real”.

Desenvolvido pela equipe de cientistas e engenheiros biomédicos da Lighthouse Incubator da Ocean Spray com a missão de “normalizar a busca do bem-estar mental”, a CarryOn é formulada com ingredientes ativos, incluindo colina e L-teanina, e infundida com 20 miligramas de CBD por lata — uma alternativa ao álcool refrescante para ajudar nas “necessidades de recuperação no início da manhã ou no fim do dia”.

Apesar da aprovação da Farm Bill (lei agrícola) de 2018, o CBD ainda está à espreita em uma área regulatória cinzenta, mas o mercado de bebidas com infusão de CBD sozinho cresceu de US$ 7 milhões em 2017 para US$ 318 milhões hoje, de acordo com a empresa de pesquisa da indústria de cannabis Brightfield Group. Espere ver mais reivindicações de nomes famosos no espaço — especialmente quando a FDA fornecer diretrizes mais claras.

Veja também: Empresa lança linha de bebidas com alto teor THC para consumidores experientes

 A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

Red Belly Honey também foi nomeado uma “Seleção Food & Wine” em 2020. Fotografia: Frank Lawlor.

Superalimento infundido

Como uma das duas únicas marcas oficiais de CBD em exibição no Grand Tasting Pavilion, o Red Belly Honey impressionou a multidão enquanto a fundadora Joline Rivera explicava como é feito de forma mágica.

Originalmente planejado para ser apresentado no cancelado Classic 2020, o Red Belly Honey foi lançado no verão passado em parceria com a PhytoPharma International, os criadores da Bee Fuse Technology. Sim, as abelhas fazem a infusão por conta própria, resultando em uma mistura patenteada de cânhamo e néctar.

Produzidas de forma sustentável em uma fazenda na Califórnia, as abelhas residentes do Red Belly Honey são naturalmente atraídas pela mistura, comendo-a como se estivessem em qualquer planta com flor. Este xarope tingido de rubi se funde com as enzimas do estômago da abelha, combinando os benefícios nutricionais e curativos do mel e do cânhamo.

“Ao olharmos para as tendências para 2022 e além, você não pode discutir comida e vinho em geral sem incluir a cannabis”, observou Rivera, que também é a fundadora da pioneira revista culinária sobre cannabis, Kitchen Toke. “À medida que o público continua a ser mais bem informado sobre a cannabis, o CBD como um canabinoide será mais conhecido como um composto benéfico para a saúde que não tem os efeitos do THC. Isso está acontecendo em um momento em que a indústria de restaurantes como um todo, não apenas os jantares finos, está remodelando menus que são mais saudáveis, sem carne e voltados para vegetais”.

Os campeões do “Chopped 420” Derek Simcik e Emily Oyer serviram espetos de cervo com capim-limão e uma emulsão de nuoc cham feito com Red Belly Honey e ceviche de corvina coberto com neve de coco e Red Belly Honey, enquanto Rivera distribuía amostras de Snap Pack em frente à sua mesa de exposição adornada com arranjos florais personalizados (com buds de cannabis).

É realmente incrível que a cannabis agora esteja sendo incluída em eventos como este, o que mostra que o estigma que ela teve por décadas está começando a se dissipar e as pessoas estão percebendo o potencial dessa planta. Tem perfis de sabor que outros ingredientes não têm e benefícios medicinais para a saúde que [as pessoas] estão apenas começando a entender ”, disse Simcik, diretor de operações culinárias da Sage Restaurant Concepts em Denver. “Este é o momento mais emocionante para o cruzamento de comida, vinho e cannabis”.

Leia mais: Beyoncé está construindo uma fazenda de mel e cânhamo

Sustentabilidade se destaca

No início deste ano, Land to Market, líder do movimento de agricultura regenerativa, concedeu um selo de verificação à Onda Wellness — seu primeiro selo de verificação para um produto de óleo de CBD.

Com sede em Boulder, Colorado, com cânhamo proveniente da Casad Family Farms em Oregon, Onda Wellness se junta ao grupo de membros do programa mais conhecido por seu impacto em categorias, incluindo carne, laticínios, lã, couro e caxemira.

“A sustentabilidade [tem sido] baseada em não piorar as coisas”, disse o colíder da Land to Market, Chris Kerston. “Estamos em um momento em que precisamos melhorar as coisas. É disso que se trata o regenerativo — cultivar uma mudança positiva líquida. À medida que esse movimento continua ganhando impulso, estamos vendo novas parcerias surgindo em setores díspares que normalmente nunca teriam cruzado as categorias”.

O fundador e CEO da Onda Wellness, Stephen Smith, observou: “No final do dia, vinho, comida e cânhamo abraçam a agricultura e o respeito pela terra. Para ter qualidade superior com a maior densidade de nutrientes, o mais alto nível de cultivo e processamento mínimo deve ser o foco”.

Em um rancho privado nas proximidades de Woody Creek, Patrimony Estate e Corrida apresentaram um pitoresco jantar de vinho (não sancionado pelo Classic) beneficiando a Land to Market. As tinturas Onda Wellness foram incorporadas neste sarau da temporada de colheita, que Kerston disse ser “um corte de fita da Land to Market avançando ainda mais na categoria de artes culinárias para mostrar ingredientes regenerativos verificados e produtos que estão moldando o futuro do nosso clima”.

Leia também: HempWood: madeira de cânhamo é opção sustentável com inúmeros benefícios

 A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

Os cinzeiros, isqueiros e bandejas da Dalwhinnie Farms foram concebidos apenas como toques de design e lembranças para levar para casa — incluindo os próprios produtos de CBD da empresa da Ridgway Hemp. Foto: Karen Sander / Studio Zola.

O enigma do consumo social

Em um mundo perfeito, a varejista e cultivadora de cannabis de luxo Dalwhinnie Farms teria a liberdade de realizar uma festa favorável à cannabis em homenagem ao seu primeiro aniversário de negócios, mas a realidade é que as leis de consumo social no Colorado ainda não alcançaram o resto do movimento de legalização.

Realizado na cobertura do W Aspen, o evento não afiliado “Food, Wine and Flower” de Dalwhinnie deu as boas-vindas aos moradores de longa data e aos participantes para uma celebração exclusiva apresentada por sua marca interna Shift Genuine Cannabis, Aspen Magazine da Modern Luxury e Grey Goose.

Enquanto os coquetéis da casa fluíam livremente, cinzeiros, isqueiros e bandejas para enrolar com a marca Dalwhinnie foram concebidos apenas como toques de design e lembranças para levar para casa, já que foram estritamente organizados e promovidos como um evento de não consumo.

“Planejamos a festa perfeita durante o Food & Wine Classic e nos juntamos ao W Aspen para tornar nossa visão realidade”, disse o chefe de marketing e iniciativas estratégicas da Dalwhinnie, Bryan Welker. “Dito isso, o consumo de álcool era obviamente permitido e, como vemos em muitos festivais focados no álcool de um dia inteiro, há alguns convidados que exageram nessas experiências. Definitivamente, vemos a hipocrisia em torno do consumo de álcool e esperamos que isso evolua”.

Atualmente, o consumo de cannabis no condado de Pitkin só é permitido em reuniões sociais realizadas em locais privados. Apesar de permitir a venda de cannabis para uso adulto nos últimos sete anos, o estado ainda tem que fazer muito progresso. No entanto, em 2019, os legisladores aprovaram uma lei que permite o estabelecimento de espaços de consumo e, até agora, Denver é a única cidade que optou no Departamento de Impostos Especiais e Licenças e deverá abrir um processo de inscrição para empresas em novembro.

“[Dalwhinnie] adoraria ver o progresso da legislação para permitir o consumo em eventos especiais ou em locais designados”, acrescentou Welker. “Priorizar o uso social e descobrir como fazê-lo estrategicamente, de modo que respeite a cultura da cannabis, bem como aqueles que não consomem cannabis, só teria um impacto positivo na indústria. Acreditamos que há um grande futuro para o Colorado, e Aspen em particular, no que diz respeito ao turismo canábico”.

Saiba mais:

Chardonnay ou pinot noir? — Vinhos de THC se consolidam nos EUA

#PraTodosVerem: foto mostra uma vista aérea do pavilhão de degustação do Food & Wine Classic 2021, onde várias pessoas circulam em uma área aberta cercada por instalações cobertas com lona branca. Imagem: Rising Sun Photography / Food & Wine Classic.

smokebuddies logo2 A cena da culinária canábica cresce no Food & Wine Classic em Aspen (EUA)

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!