Canopy Growth fecha duas estufas e demite cerca de 500 funcionários

estufa canopy Canopy Growth fecha duas estufas e demite cerca de 500 funcionários

Anúncio ocorre em meio a uma série recente de movimentos semelhantes de outros produtores canadenses de maconha que demitiram funcionários em um esforço para reduzirem custos. Com informações da BNN Bloomberg e tradução pela Smoke Buddies

A Canopy Growth Corp. disse que vai fechar duas grandes instalações de produção de cannabis e demitir cerca de 500 funcionários, em um esforço para reestruturar suas operações para melhor atender às mudanças na demanda dos consumidores no setor canadense de maconha.

A empresa de Smiths Falls, Ontário, disse que suas instalações em Aldergrove e Delta, na Colúmbia Britânica (BC), representam cerca de três milhões de pés quadrados de espaço de produção e serão fechadas, resultando na redução de cerca de 500 empregos. A Canopy também suspenderá os planos para construir uma estufa em Niagara-on-the-Lake, Ontário, disse a empresa.

lazy placeholder Canopy Growth fecha duas estufas e demite cerca de 500 funcionários

“Embora a decisão de fechar essas instalações não tenha sido tomada em ânimo leve, sabemos que este é um passo necessário para garantir a manutenção de nossa posição de liderança em longo prazo”, disse o CEO da Canopy, David Klein, em comunicado.

Os fechamentos resultarão na Canopy assumindo uma taxa de impairment entre US$ 700 milhões a US$ 800 milhões, informou a empresa. Podem incorrer encargos adicionais relacionados à sua análise organizacional e estratégica, anunciada pela empresa no mês passado.

O anúncio da Canopy ocorre em meio a uma série recente de movimentos semelhantes de outros produtores canadenses de cannabis que demitiram funcionários em um esforço para reduzirem custos e tornarem-se lucrativos. No mês passado, a Aurora Cannabis Inc. anunciou que demitiria cerca de 500 pessoas, enquanto a Tilray Inc. disse que reduziria sua força de trabalho de 1.450 funcionários em cerca de 10%, e a Supreme Cannabis Co. anunciou planos para reduzir seu número de funcionários, 700, em cerca de 15%.

Leia: Canopy Growth demite 60% dos funcionários da América Latina

A Canopy formou uma joint venture para suas operações na BC com um “operador de estufa em larga escala” não identificado em outubro de 2017 para desenvolver a instalação de Aldergrove, com 1,3 milhão de pés quadrados, bem como as estufas de Delta, que adicionaram 1,7 milhão de pés quadrados de espaço à sua capacidade total de produção.

A Canopy disse em um documento de junho de 2018 que planejava pagar até US$ 374 milhões em ações para a operadora de estufa para adquirir os 33% restantes das operações da BC que ainda não possuía. Os pagamentos seriam feitos durante um período de quatro anos e estariam sujeitos à realização de certos marcos de produção, informou a empresa em comunicado.

Bill Kirk, diretor executivo da MKM Partners, disse em nota de pesquisa, na quarta-feira, que as instalações que a Canopy está encerrando já foram apontadas pela empresa como uma das maiores estufas de produção licenciadas pelo governo no mundo. No entanto, a cannabis produzida nas instalações da BC foi destinada para fins de extração, e seus fechamentos sinalizam que a demanda por produtos que precisam de cannabis refinada — tipicamente comestíveis infundidos e vapes — é “menor do que o previsto”, disse Kirk.

“Acreditamos que os fechamentos são o passo certo para começar a racionalizar o setor”, afirmou Kirk. “Aguardamos expectativas de rentabilidade mais realistas e reduções significativas de ativos antes de se tornarem mais construtivos”.

Em maio de 2019, a Canopy anunciou a aquisição da Run Estate Winery da Coyote, em Niagara-on-the-Lake, Ontário, juntamente com cerca de 60 acres de terra por US$ 10 milhões. A vinícola localiza-se em frente à estufa Tweed Farms da Canopy, que possui aproximadamente 1 milhão de pés quadrados de espaço de produção. Na época, a Canopy não divulgou seu plano de construir uma estufa nas terras da vinícola, mas anunciou recentemente uma parceria com o Niagara College, onde seus alunos poderiam estudar no vinhedo pelos próximos 10 anos.

Leia também:

Crise de liquidez em setor de cannabis pode beneficiar Uruguai

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em vista superior de uma extensa plantação de maconha em ambiente fechado e um trabalhador vestido com trajes de segurança brancos que anda por um dos corredores. Imagem: Canopy Growth / Vimeo.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!