Variedades de cannabis de empresa israelense mostram eficácia no alívio de sete condições de saúde

cultivo top bud Variedades de cannabis de empresa israelense mostram eficácia no alívio de sete condições de saúde

Pesquisa clínica incluiu 652 participantes e abrangeu artrite reumatoide, dor neuropática, oncologia, dor nas costas, insônia, TEPT e doenças inflamatórias intestinais. Com informações da Accesswire

A IM Cannabis Corp. (IMC), uma operadora multinacional nos setores de cannabis para uso médico e adulto com operações em Israel, Alemanha e Canadá, divulgou dados proprietários de uma pesquisa clínica avaliando a terapia com cannabis medicinal. A pesquisa com pacientes, conduzida pela Medicanl Ltd., uma organização de pesquisa clínica internacional independente especializada em pesquisa de cannabis, e encomendada pela IMC, relatou a alta eficácia de sete variedades de cannabis da marca IMC no tratamento e alívio dos sintomas de sete principais condições de saúde em um grupo clínico de participantes israelenses. Os dados da pesquisa serão usados para ajudar pacientes e médicos em todo o mundo a personalizar terapias à base de cannabis para melhor tratar seus diagnósticos.

A pesquisa clínica incluiu 652 participantes e abrangeu as seguintes condições: dor neuropática, artrite reumatoide, oncologia, insônia, dor nas costas, doenças inflamatórias intestinais e TEPT. O objetivo era avaliar a eficácia a longo prazo das variedades da IMC, incluindo Roma, Ela, DQ, Londres, Pandora’s Box, Paris e Tel Aviv, em pacientes e suas condições médicas usando questionários validados pela Administração de Alimentos e Drogas (FDA) dos EUA.

site sb Variedades de cannabis de empresa israelense mostram eficácia no alívio de sete condições de saúde

Principais conclusões:

  • Oitenta e um por cento dos pacientes com artrite reumatoide relataram melhora dos sintomas.
  • Pelo menos 60% dos pacientes com dor neuropática relataram melhora dos sintomas.
  • Pelo menos 58% dos pacientes com dor nas costas relataram melhora dos sintomas.
  • Pelo menos 42% dos pacientes com TEPT relataram uma melhora em sua escala de TEPT, que é medida pelo PCL-5, um questionário validado para quantificar a gravidade dos sintomas de TEPT.
  • Trinta e oito por cento dos pacientes com insônia relataram melhora na qualidade do sono com base no Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI).
  • Sessenta por cento dos pacientes oncológicos relataram uma melhora na saúde geral, conforme medido pela escala Impressão Global de Mudança do Paciente (PGIC).
  • A variedade Pandora’s Box da IMC foi eficaz na redução do apetite em pacientes.
  • Todas as sete variedades IMC melhoraram a qualidade do sono e aumentaram a sensação de calma, felicidade e libido dos pacientes.
  • Nenhum evento adverso foi relatado com relação ao uso de variedades IMC.

“Embora os benefícios terapêuticos gerais da cannabis medicinal sejam bem conhecidos e documentados, a ciência ainda está apenas arranhando a superfície em termos de uma comunidade médica global que compreende e realiza o potencial dos canabinoides no tratamento de várias condições de saúde”, disse o Dr. David Meiri, chefe do Laboratório de Biologia do Câncer e Pesquisa de Canabinoides do Technion, Instituto de Tecnologia de Israel. “A disponibilidade dos dados coletados e extraídos desses tipos de pesquisas clínicas, que são baseados em questionários validados pela FDA, apesar de não serem revisados ​​por pares ou derivados de ensaios clínicos em grande escala, pode ajudar médicos e pacientes a melhor utilizar e ajustar a terapia de cannabis apropriada para suas condições médicas específicas.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também: Inalador israelense de cannabis recebe aprovação comercial do Canadá

“Como estamos no espaço da cannabis medicinal há mais de uma década, esses dados inestimáveis ​​vêm diretamente dos pacientes, graças ao relacionamento de longa data da empresa com eles”, acrescentou Oren Shuster, CEO da IMC. “Arraigada em hard science e pesquisa, a IMC aproveita esses dados para garantir que seus pacientes nos mercados internacionais estejam recebendo produtos de cannabis de alta qualidade que são mais adequados para suas necessidades.”

Metodologia de pesquisa

A pesquisa clínica foi encomendada pela IMC e conduzida por uma organização de pesquisa independente, Medicanl, em 2020. A pesquisa clínica incluiu respostas de 652 pacientes com idades entre 19 e 86 que usaram cannabis medicinal amplamente (não apenas variedades IMC) em uma duração média superior a cinco anos. A pesquisa foi conduzida por meio de questionários on-line validados pela FDA para as várias indicações e sintomas, juntamente com coleta de dados demográficos em estrita conformidade com todas as regulamentações de privacidade por meio de um avaliador independente, iPanel Ltd., que utilizou metodologias de pesquisa responsivas. A pesquisa cobriu sete variedades de cannabis proprietárias da IMC e avaliou seu impacto no tratamento e alívio dos sintomas de dor neuropática, artrite reumatoide, oncologia, insônia, dor nas costas, doenças inflamatórias intestinais e TEPT.

As descobertas da pesquisa não foram submetidas à revisão por pares, nem foram submetidas a qualquer publicação médica revisada por pares. Dados ou estudos adicionais podem ser necessários para confirmar os achados relatados.

Sobre a IM Cannabis Corp.

A IMC é uma operadora multinacional no setor de cannabis para uso médico e adulto, com sede em Israel e operações em Israel, Alemanha e Canadá. Na última década, a empresa acredita que a marca IMC se tornou sinônimo de qualidade e consistência no mercado israelense de cannabis medicinal. A empresa também expandiu seus negócios para oferecer serviços relacionados à propriedade intelectual para a indústria de cannabis medicinal.

Na Europa, a IMC opera através da Adjupharm GmbH, uma subsidiária com sede na Alemanha e distribuidora e processadora de cannabis medicinal com certificação GMP da União Europeia. A presença europeia da IMC é aumentada por alianças estratégicas com vários cultivadores e distribuidores pan-europeus com certificação GMP para capitalizar no aumento da demanda por produtos de cannabis medicinal na Europa e levar a marca IMC e seu portfólio de produtos aos pacientes europeus.

No Canadá, a IMC opera por meio da Trichome JWC Acquisition Corp. A JWC é uma produtora licenciada localizada em Kitchener, Ontário, que vende flores de cannabis, pré-enrolados, haxixe e kief no mercado canadense de cannabis para uso adulto sob as marcas JWC e Wagners. A JWC opera com altos padrões de fornecimento de produtos de cannabis premium limpos, consistentes e cultivados aeroponicamente para pacientes médicos e para o mercado adulto em todo o Canadá e no mundo. Em 31 de março de 2021, a IMC celebrou um acordo definitivo para adquirir a MYM Nutraceuticals Inc. e sua subsidiária produtora licenciada, Highland Grow Inc.

Leia mais:

Governo tailandês registra variedades de cannabis como patrimônio nacional

#PraTodosVerem: fotografia de um cultivo de cannabis onde um dos top buds, em tons de verde e laranja e repleto de pistilos, aparece enquadrado à direita, no plano da frente. Photo de RKIEMSeeds en seedfinder.eu | CC BY-NC-SA.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!