Cannabis auxilia no combate a bactérias resistentes, segundo estudo

conta gotas frasco folha Cannabis auxilia no combate a bactérias resistentes, segundo estudo

Pesquisadores dinamarqueses observaram que o uso combinado com o canabidiol (CBD) teve efeito mais poderoso do que o tratamento apenas com antibióticos. Com informações do ScienceDaily e tradução Smoke Buddies

Desde a descoberta da penicilina em 1928 por Sir Alexander Fleming, os antibióticos salvaram milhões de vidas de infecções fatais em todo o mundo. No entanto, com o tempo, as bactérias desenvolveram mecanismos para escapar dos efeitos dos antibióticos — tornaram-se resistentes.

Com menos antibióticos disponíveis para tratar infecções bacterianas resistentes, a possibilidade de se iniciar uma era pré-antibiótica está se aproximando.

Estratégias alternativas estão sendo exploradas e compostos auxiliares estão atraindo atenção. Os compostos auxiliares são compostos não antibióticos com a capacidade de aumentar a eficácia dos antibióticos.

Como impulsionar os antibióticos

Suspeita-se que um desses compostos auxiliares seja o canabidiol (CBD); um canabinoide da planta da cannabis. Agora, uma equipe de pesquisa da Universidade do Sul da Dinamarca publicou um estudo científico que comprova o efeito do CBD.

Janne Kudsk Klitgaard é a pesquisadora principal e autora correspondente. O autor principal é o aluno de doutorado Claes Søndergaard Wassmann. O estudo foi publicado na revista Scientific Reports.

Quando combinamos CBD e antibióticos, observamos um efeito mais poderoso do que quando tratamos apenas com antibióticos. Então, para matar certo número de bactérias, precisamos de menos antibióticos, dizem eles.

Leia mais: Composto da maconha pode ser arma na luta contra superbactérias

Clones de bactérias se espalham globalmente

No estudo, o CBD foi usado para aumentar o efeito do antibiótico bacitracina contra a bactéria Staphylococcus aureus; um importante patógeno humano que frequentemente causa doenças adquiridas na comunidade e no hospital.

Os clones deste patógeno multirresistentes se espalharam globalmente. Em alguns países, o tratamento de infecções bacterianas com essas bactérias resistentes é difícil e o problema é projetado para ser um problema cada vez maior no futuro.

Segundo os pesquisadores, a combinação de CBD e antibióticos pode ser um novo tratamento de infecções por bactérias resistentes a antibióticos.

Como as bactérias morrem?

Três coisas aconteceram com a bactéria Staphylococcus aureus, quando os pesquisadores as trataram com a combinação em seu estudo:

As bactérias não puderam mais se dividir normalmente.

A expressão de certos genes-chave (divisão celular e genes de autólise) nas bactérias foi reduzida.

A membrana bacteriana tornou-se instável.

A antirresistência deve parar

Segundo os pesquisadores, o uso excessivo de antibióticos é a principal causa de resistência a antibióticos.

Se combinarmos um antibiótico com um composto auxiliar, que aumenta o efeito do antibiótico, precisamos de menos antibióticos para obter o mesmo efeito. Isso pode contribuir para o desenvolvimento de bactérias menos resistentes, diz Janne Kudsk Klitgaard.

Leia também:

Especialista responde: a cannabis atua no Coronavírus?

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em plano fechado que mostra um frasco de cor âmbar-escuro, junto a um conta-gotas com tampa alaranjada e tetina preta e contendo substância amarelada translúcida, sobre uma folha de maconha e uma superfície de madeira. Foto: Pixabay.

lazy placeholder Cannabis auxilia no combate a bactérias resistentes, segundo estudo

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!