Cânhamo: apesar de licenças aumentarem nos EUA, área plantada diminui

canhamo hemp nickype Cânhamo: apesar de licenças aumentarem nos EUA, área plantada diminui

De 2019 para cá, houve uma queda de 9% na área destinada ao cultivo de cânhamo nos Estados Unidos, embora o número de licenças tenha subido 27% em relação ao ano passado. Com informações do Ganjapreneur, traduzidas pela Smoke Buddies

A área cultivada de cânhamo nos EUA caiu 9% desde 2019, mas o número de entidades e indivíduos licenciados para cultivar a safra aumentou 27%, de acordo com um relatório do Hemp Industry Daily. Em 18 de junho, havia 465.787 acres totais de cânhamo licenciados para a temporada 2020, em comparação com 511.442 no ano passado.

Segundo o relatório, o Colorado licenciou 62.208 acres de cânhamo para este ano — a maior área de qualquer estado — seguido pelo Tennessee (51.000), Arizona (34.035), Kentucky (32.106) e Nova York (29.985). No ano passado, os 34 estados que permitiram o cultivo de cânhamo emitiram 16.877 licenças, enquanto este ano licenciou 21.496 produtores, de acordo com os dados da Vote Hemp descritos no relatório. Comparado a 2018, os estados emitiram 476% a mais de licenças em 2019. Nem todos os estados exigem licenças de processador, mas 4.485 dessas licenças foram emitidas nos estados que as exigem.

lazy placeholder Cânhamo: apesar de licenças aumentarem nos EUA, área plantada diminui

Leia também: A confusão dos militares dos EUA sobre CBD e cânhamo pode ser expressa nesses sapatos

O presidente da Vote Hemp, Eric Steenstra, alertou que, embora “o licenciamento seja um bom indicador para mostrar a intenção”, nem sempre equivale a plantas ou produtos finais mais cultivados. “Sabemos de anos anteriores que é plantado significativamente menos cânhamo do que o licenciado devido a uma variedade de fatores, incluindo acesso a sementes e clones, falta de financiamento e inexperiência“, disse Steenstra ao Hemp Industry Daily.

A maior parte do cânhamo cultivado nos EUA é feito em estufa, de acordo com o relatório que cita os números do Greenhouse Grower, que estima que os 100 maiores produtores de cânhamo nos EUA são responsáveis ​​por quase 220 milhões de pés quadrados de cultivo indoor de cânhamo (equivalente a 5.050 acres), em comparação com 93.666.091 pés quadrados (2.150 acres) de cânhamo cultivado ao ar livre (outdoor).

De acordo com dados do Departamento de Agricultura dos EUA, a agência aprovou planos de cânhamo para 17 estados — conforme exigido pela lei federal de legalização do cânhamo de 2018 — e para as Ilhas Virgens dos EUA. Outros 24 estados estão operando sob as regras do programa piloto de 2014. A agência também aprovou planos de produção de cânhamo para 32 tribos nativas americanas.

Leia também: 

Os benefícios do cânhamo para a indústria automotiva

#PraCegoVer: fotografia (de capa) frontal que mostra diversas plantas de cânhamo, com inflorescências de hastes longas, que tomam quase toda a imagem, com foco em uma delas, e um fundo de vegetação mais escura. Foto: NickyPe | Pixabay.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!