Candidato à prefeitura de Belo Horizonte quer impedir Marcha da Maconha

bruno engler Candidato à prefeitura de Belo Horizonte quer impedir Marcha da Maconha

O candidato demonstra incapacidade para o cargo que pleiteia ao desrespeitar à Constituição Federal dizendo que a manifestação é apologia ao crime. As informações são do jornal O Tempo

O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte pelo PRTB, Bruno Engler, falou nesta quinta-feira (15) com O Tempo sobre como vai abordar temas contrários aos princípios conservadores caso seja eleito para comandar a capital mineira. Em resposta a um dos temas, o deputado estadual afirmou que quer impedir a realização da “Marcha da Maconha” na cidade caso assuma o Executivo.

“A marcha da maconha pra mim é apologia ao crime. No que depender de mim, a prefeitura não vai ajudar em nada a marcha da maconha. Se a gente puder, inclusive, e tiver instrumentos para impedir que ela ocorra, vamos impedir. Para mim é um absurdo nós termos esse tipo de coisa no nosso município”, avaliou o candidato.

lazy placeholder Candidato à prefeitura de Belo Horizonte quer impedir Marcha da Maconha

A declaração foi dada por Engler após ele se reunir com pastores da Igreja Batista da Lagoinha (IBL) na manhã desta quinta-feira.

Em maio do ano passado, quando a marcha pela legalização da droga saiu pelas ruas do centro de Belo Horizonte, os organizadores estimaram que 20 mil pessoas participaram do ato. A Polícia Militar, que acompanhou o ato, não divulgou estimativa de público.

Leia: Caluniado por defender Marcha da Maconha, juiz reverte dinheiro de processo a pacientes

Marcha da Maconha em BH leva milhares às ruas pela legalização

Neste ano, em razão da pandemia, os organizadores da Marcha da Maconha têm feito encontros virtuais para abordarem o tema.

Outra manifestação cultural da cidade que bate de frente com os princípios defendidos pelo candidato é a “Parada do Orgulho LGBT”, ato no qual o candidato já criticou a postura do então prefeito Alexandre Kalil que, no ano passado, sugeriu três fases para os manifestantes, entre elas, a que causou revolta nos conservadores: “Foda-se para os que pensam o contrário”, disse Kalil.

Sobre o ato do orgulho gay, Engler, entretanto, não pretende impedir. “Em relação à parada LGBT, eu acho que é um direito daqueles que têm interesse em fazer, não acho que a prefeitura tem que financiar esse movimento, mas as pessoas tendo essa organização, a prefeitura tem que estar ali dando o suporte que é próprio do Poder Público, garantindo a segurança com a Guarda Municipal, disponibilizando banheiro químico. Então é um evento que eu não participaria, mas eu respeito o direito deles de fazer. Agora marcha da maconha é apologia ao crime”, disse.

Questionado, então, se não agiria da mesma maneira no intuito de impedir o ato, o candidato rechaçou. “De maneira nenhuma, eu acho que a prefeitura não tem que financiar. Mas se as pessoas querem fazer uma parada do orgulho LGBT, é direito delas, eu posso não achar lindo e maravilhoso, mas é direito das pessoas. Não cabe à prefeitura impedir, de maneira nenhuma”, afirmou.

Sobre a agenda com as lideranças religiosas da Igreja Batista da Lagoinha, Bruno Engler considerou a reunião como “excelente” e que ele e os pastores têm “uma visão muito convergente, dos mesmos valores cristãos, valores conservadores”. Perguntado se buscaria votos na IBL, que tem um grande apelo político para candidatos religiosos, o deputado afirmou que “precisa buscar votos em toda Belo Horizonte” e que nas igrejas, onde existem os valores cristãos e de defesa da família, é onde a campanha dele tem mais inserção. Sobre a Igreja Batista da Lagoinha, em si, Engler avaliou como um templo “importantíssimo” com muitos fiéis e disse acreditar que boa parte desses fiéis possa caminhar com ele na campanha.

Leia também:

O que é o direito à liberdade de expressão? Pergunte ao Doutor!

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de Bruno Engler que aparece dos ombros para cima, usando um paletó cinza, em fundo branco. Foto: Vivi melo15 | Wikimedia Commons.

lazy placeholder Candidato à prefeitura de Belo Horizonte quer impedir Marcha da Maconha

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!