Canabinoide produzido pelo corpo ajuda a apagar memórias traumáticas

tricomas Canabinoide produzido pelo corpo ajuda a apagar memórias traumáticas

O canabinoide produzido pelo próprio cérebro já foi considerado como a “substância da felicidade” por conta de seu efeito antidepressivo. As informações são do UOL VivaBem

Cientistas da Universidade de Leiden, nos Países Baixos, acreditam que a anandamida, um endocanabinoide produzido pelo cérebro, seja capaz de ajudar as pessoas a esquecer memórias traumáticas. O estudo foi publicado no periódico Nature Chemical Biology.

Os canabinoides são compostos químicos encontrados na maconha; um deles, o THC, é justamente o responsável por provocar os efeitos psicoativos da planta, enquanto o canabidiol (CBD) é conhecido por suas propriedades calmantes — este último tem sido bastante pesquisado para uso no tratamento de dores e de ansiedade.

lazy placeholder Canabinoide produzido pelo corpo ajuda a apagar memórias traumáticas

Mas o nosso corpo também é capaz de produzir canabinoides — que são chamados de endocanabinoides. Eles se ligam a receptores do sistema nervoso para exercer efeitos sobre funções como memória, apetite e estresse.

Leia mais – Além do THC e CBD: a ciência dos canabinoides e o cérebro

Como o estudo foi feito?

Os pesquisadores primeiro chegaram até uma proteína chamada NAPE-PLD, responsável pela produção da anandamida no cérebro. Eles então passaram a pesquisar alguma substância que fosse capaz de inibir a proteína — impedindo, assim, a produção do endocanabinoide. Isso os ajudaria a entender qual o papel desempenhado pela substância no organismo.

Uma vez com esse inibidor em mãos, eles aplicaram choques nas patas de ratos; sempre que o choque era aplicado, um som também era liberado. Com o tempo, os cientistas pararam com os choques, mas mantiveram o som; após algumas vezes dessa repetição, os ratos saudáveis acabaram esquecendo a experiência traumática.

No entanto, quando o mesmo procedimento foi feito em ratos que receberam o inibidor da proteína NAPE-PLD, as memórias ruins continuaram existindo, e os animais permaneceram assustados mesmo com o fim dos choques.

Os cientistas ainda notaram que o nível de estresse (medido pelos níveis de cortisol no sangue) dos animais passou a aumentar, e a região do cérebro responsável pelo estresse se tornou mais ativa. Eles concluíram, assim, que a anandamida está envolvida no processo do corpo responsável por reduzir a ansiedade.

Leia mais: Fumar maconha reduz sintomas de ansiedade, depressão e estresse, segundo estudo

Por que isso é importante?

A descoberta é mais um passo que confirma os efeitos analgésicos, antidepressivos e ansiolíticos da anandamida — que é conhecida desde 1992, mas que passou a receber mais atenção especialmente nos últimos anos, com o avanço dos estudos sobre as propriedades medicinais da Cannabis sativa.

O neurotransmissor, inclusive, já foi considerado a “substância da felicidade” justamente por conta desse efeito no cérebro.

Embora ainda precisem de mais estudos para entender melhor o funcionamento da substância no nosso corpo, os cientistas envolvidos no estudo esperam que essas descobertas ajudem a criar novos tratamentos para distúrbios psicológicos de ansiedade, especialmente o estresse pós-traumático.

Leia também:

Como a cannabis pode atuar na saúde mental durante a pandemia

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de uma pequena área de uma planta de cannabis ampliada, onde vê-se em detalhes os tricomas, como cogumelos de hastes longas e transparentes sobre uma superfície verde, na parte direita da foto e contrastando com o fundo escuro, à esquerda. Imagem: THCameraphoto.

lazy placeholder Canabinoide produzido pelo corpo ajuda a apagar memórias traumáticas

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!