Canabidiol é removido da lista de substâncias proibidas da WADA

 Canabidiol é removido da lista de substâncias proibidas da WADA
Newsletter Open Green

O canabidiol (CBD) não constará mais na Lista de Substâncias Proibidas da WADA (Agência Mundial Antidoping), a partir de 1º de janeiro de 2020. Com informações da Sputnik

[Atualizado em 20/10/2019 – correção da informação no final do post]

A nova lista da WADA, publicada na segunda-feira (30), diz que “canabinoides naturais e sintéticos são proibidos… exceto: canabidiol“.

lazy placeholder Canabidiol é removido da lista de substâncias proibidas da WADA

A WADA diz que os canabinoides proibidos incluem tetraidrocanabinóis naturais e sintéticos (THCs), bem como os canabinoides sintéticos que imitam os efeitos do THC.

Segundo a lei federal dos EUA, se o canabidiol (CBD) derivado da planta de cânhamo contiver menos de 0,3% de THC, ele é legal.

As preocupações com o THC, o produto químico psicoativo da maconha, têm aumentado, já que o composto químico tem sido associado a mais de uma dúzia de mortes por doenças respiratórias que se acredita estarem ligadas ao uso de vapes.

Leia ~ Maconha no esporte: atletas pedem retirada da cannabis da lista de proibições da Wada

Mais de 800 americanos adoeceram depois de usarem cartuchos de THC e/ou nicotina em vapes. As causas exatas da doença respiratória ainda estão sob investigação, mas suspeita-se que uma toxicidade maior ocorra quando THC, CBD e/ou nicotina são misturados com outros produtos químicos.

A Lista de Substâncias Proibidas da WADA entrará em vigor em 1º de janeiro de 2020. A lista inclui substâncias e métodos proibidos dentro e fora de competição.

O argônio, um gás que supostamente aumenta a contagem de glóbulos vermelhos, não está na nova lista, no entanto, o xenônio ainda é proibido. O xenônio e o argônio foram anteriormente proibidos pela WADA por causa de supostas preocupações de que isso pudesse melhorar o desempenho dos atletas imitando o treinamento em grandes altitudes.

Tradução: Joel Rodrigues | Smoke Buddies.

Leia também:

Agência Mundial Antidoping reavalia posição sobre uso de maconha e cocaína

Correção (20/10/2019)

A remoção do canabidiol (CBD) da lista de substâncias proibidas da WADA (Agência Mundial Antidoping) ocorreu a partir do dia 1º/01/2018, sendo informada pela organização em sua publicação de 29/09/2017. Ao contrário do que foi informado neste post e pelo portal Sputnik, o CBD não foi removido da “Prohibited List” de 2020, uma vez que o composto já não era proibido pela Agência desde a lista de 2018.

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado que mostra partes de três folhas de maconha com gotas de água em sua superfície, e um fundo desfocado. Foto: PxHere.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!