Britânico é condenado a 25 anos em Dubai após polícia encontrar óleo de cannabis em seu carro

billy hood Britânico é condenado a 25 anos em Dubai após polícia encontrar óleo de cannabis em seu carro

Billy Hood está preso desde janeiro deste ano por causa de quatro pequenos frascos de líquido para vape contendo canabidiol e um vaporizador, que foram deixados em seu carro por um amigo visitante do Reino Unido. As informações são do Daily Mail, com tradução pela Smoke Buddies

Um técnico de futebol britânico foi condenado a 25 anos de prisão em Dubai depois que quatro pequenos frascos de líquido para vaporizador contendo óleo de cannabis foram encontrados em seu carro.

Billy Hood, de Notting Hill, no oeste de Londres, recebeu a dura sentença, apesar de poder provar que o líquido para vaporizador pertencia a um amigo visitante que os havia deixado por engano em seu carro.

gravital sb Britânico é condenado a 25 anos em Dubai após polícia encontrar óleo de cannabis em seu carro

O fanático por fitness, de 24 anos, que é antidrogas e não fuma, foi condenado por uma corte pelo crime de tráfico de drogas com intenção de fornecer.

Acredita-se que a polícia de Dubai tenha escolhido Hood após monitorar mensagens do Whatsapp e procurar palavras-chave relacionadas a drogas. Uma semana antes de sua prisão, o amigo dono do líquido para vape enviou uma mensagem dizendo a Hood que ele o havia deixado para trás por engano em seu carro.

Foi revelado na semana passada que o emir de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, usou spyware para hackear o telefone de sua ex-mulher e de sua advogada, a baronesa Shackleton, enquanto uma audiência de custódia ocorria na Alta Corte.

Os Emirados Árabes Unidos são conhecidos por serem usuários do spyware de fabricação israelense conhecido como Pegasus.

Leia também: Por que a Ásia está perdendo sua guerra contra as drogas

Hood, que jogou futebol semiprofissional pelo Kensington e Ealing Borough FC, ficou surpreso quando a polícia apareceu inesperadamente em seu apartamento em janeiro e exigiu uma busca em sua casa e no carro da empresa.

Quatro pequenos frascos de líquido para vaporizador contendo óleo de cannabis (CBD) e uma caneta vaporizadora foram posteriormente encontrados no compartimento da porta do passageiro.

Após sua prisão, Hood se ofereceu para fazer um teste de urina para drogas que deu negativo.

Líquido para vape contendo óleo de cannabis é vendido em lojas de rua no Reino Unido e é perfeitamente legal, embora deva conter menos de 0,2% de THC, que é o ingrediente que causa efeitos subjetivos no consumidor.

Cannabis e óleo de cannabis são ilegais em Dubai, onde há tolerância zero para as drogas ilícitas.

Billy disse: “Eu não fumo canetas vaporizadoras, cigarros ou mesmo sheesha (narguilé). Eu sou muito antidrogas e passo meus dias treinando em escolas com crianças.

Eu tinha acabado de me mudar para uma nova casa em Dubai e fui buscar um carregador de telefone no meu carro quando fui repentinamente abordado pela polícia.

Eles pularam para me prender e me algemaram. Um policial apontou um taser para mim, ameaçando usá-lo se eu não cooperasse.

Eles exigiram que eu mostrasse onde estavam as drogas. Fiquei chocado e confuso e disse-lhes que não estava na posse de nenhuma droga”.

Americano que fumou maconha legalmente nos EUA é preso em Dubai após exame de urina

Hood disse que um dos policiais que o prendeu disse estar interessado em suas redes sociais, mas não pegou seu telefone ou computador. Ele afirma que não houve menção ao líquido para vaporizador nas redes sociais, mas em uma mensagem do Whatsapp.

A polícia também encontrou alguns milhares de libras em dinheiro em seu apartamento, mas os empregadores de Hood disseram à polícia que lhe pagaram dinheiro enquanto sua conta bancária estava sendo aberta.

O grupo de pressão Detidos em Dubai, que está representando a família, acredita que a única explicação para a polícia aparecer sem avisar pode ser o monitoramento do Whatsapp pelas autoridades e a leitura da mensagem sobre o líquido para vape.

Hood foi detido em uma delegacia de polícia por quatro dias, onde lhe disseram que, se não assinasse uma confissão escrita em árabe, nunca teria permissão para sair.

Familiares disseram que ele estava tão assustado e cansado que concordou sem saber que havia admitido crimes tão graves.

Quando Hood compareceu a uma corte na semana passada, foi condenado por contrabando, porte e fornecimento de drogas e recebeu a sentença máxima.

Sua família preocupada está depositando suas esperanças em um recurso na próxima semana, onde os advogados irão argumentar que ele foi intimidado para assinar a confissão e provar que não há evidências de que o líquido para vaporizador era dele.

Leia mais: Índia: agricultores driblam proibição e cultivam cannabis no cinturão maoista

Seu irmão Alex disse ao Mail Online: “Tem sido difícil lidar com a detenção contínua de Billy e a ideia de que ele poderia ficar na prisão até os 50 anos.

Você não poderia encontrar ninguém mais focado em fitness que o Billy. Ele nunca usou drogas e nem fuma. Nunca pensamos que mudar para Dubai pudesse ser uma passagem só de ida”.

A família critica a Embaixada Britânica em Dubai, que afirmam não ter visitado Billy durante os nove meses em que ele esteve na prisão.

A mãe de Hood, Breda, 52, disse: “Eu tenho me escondido chorando e chorando quando penso no que meu filho está passando.

É impossível que ele esteja envolvido com drogas e meu filho não merece isso e eu apelo ao xeique Mohammed para intervir neste caso. Meu filho é inocente”.

Radha Sterling, fundadora do Detidos em Dubai, disse: “A polícia de Dubai lidando com casos de drogas resultou em várias detenções injustas de estrangeiros.

Vimos pessoas detidas e até condenadas sem evidências, muitas vezes com base em uma confissão forçada em árabe ou de algum terceiro.

As condenações por drogas são prestigiosas para a polícia, levando a promoções, e as cortes não precisam de evidências substanciais para garantir uma condenação. Os estrangeiros acham quase impossível obter um julgamento justo e alegações falsas são lugar comum”.

Veja também:

Dez países onde você não gostaria de ser pego com cannabis

#PraTodosVerem: fotografia mostra Billy Hood usando moletom e calça pretos, com os braços cruzados e sentado no capô de um jipe, próximo a uma vegetação seca que aparece no segundo plano, e montanhas e um céu azul, ao fundo. Imagem: Detidos em Dubai.

smokebuddies logo2 Britânico é condenado a 25 anos em Dubai após polícia encontrar óleo de cannabis em seu carro

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!