Primeiro-ministro do Reino Unido deve considerar apelos para legalizar a psilocibina

cogumelo verde Primeiro ministro do Reino Unido deve considerar apelos para legalizar a psilocibina

Encontrada em cogumelos mágicos e promissora para o tratamento de condições psiquiátricas, a substância está atualmente incluída na Lista 1 do Ato sobre Uso Indevido de Drogas britânico e não pode ser possuída ou prescrita legalmente. As informações são da BBC News, com tradução e curadoria Smoke Buddies

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que examinará os últimos conselhos sobre a legalização da psilocibina — uma droga psicodélica encontrada em cogumelos mágicos.

O membro do parlamento conservador Crispin Blunt instou o primeiro-ministro a revisar a lei para permitir mais pesquisas sobre as qualidades terapêuticas da droga.

site sb Primeiro ministro do Reino Unido deve considerar apelos para legalizar a psilocibina

Blunt disse que ela tem “potencial estimulante” para o tratamento de problemas de saúde mental, como depressão, trauma e vício.

O premiê disse que retornaria a Blunt “o mais rápido possível”.

A psilocibina está atualmente incluída na Lista 1 do Ato sobre Uso Indevido de Drogas, junto com drogas como ecstasy e LSD. Isso significa que ela não pode ser possuída ou prescrita legalmente e para uso em pesquisas é necessária uma licença do Home Office (departamento britânico que trata de assuntos como imigração, passaportes, política de drogas, crime e entre outros).

Os ativistas, incluindo Blunt, querem que ela seja movida para a Lista 2, com restrições para evitar a prescrição inadequada, para facilitar a pesquisa médica e científica.

Nesse caso, estaria potencialmente na mesma categoria da cannabis medicinal, que foi legalizada em 2018.

Leia mais: Cogumelos mágicos: psilocibina é quatro vezes mais eficaz do que antidepressivos

Blunt disse que isso permitiria mais ensaios clínicos e pesquisas sobre seus benefícios potenciais no tratamento de problemas de saúde mental.

O MP disse à BBC News que o primeiro-ministro lhe deu em particular, em maio deste ano, uma garantia de que ele estava comprometido com o reescalonamento da psilocibina para pesquisas clínicas.

Na conversa com o primeiro-ministro, Blunt o instou a fazer isso, argumentando que impulsionaria a indústria de biociências do Reino Unido.

Johnson disse a ele: “Posso dizer que consideraremos o conselho recente do Conselho Consultivo sobre o Uso Indevido de Drogas sobre como reduzir as barreiras à pesquisa com drogas controladas, como essa que descreve, e entraremos em contato o mais rápido possível.

“Não há registro em lugar nenhum de que uma substância que saiu do ‘cronograma dois’ e foi para a cadeia de suprimentos do crime”, disse ele à BBC News.

A pesquisa clínica inicial mostra que a psilocibina, em conjunto com as terapias de conversação, pode ajudar as pessoas com transtorno do estresse pós-traumático (TEPT).

Substâncias psicodélicas: estudos mostram avanços no tratamento contra doenças psiquiátricas

“Os psicodélicos mudaram tudo”

O veterano militar Guy Murray diz que os psicodélicos o ajudaram a superar o TEPT.

Além de falar sobre terapias e educação, Murray diz que a psilocibina “mudou tudo” e agora ele está mais feliz do que nunca.

Murray ingressou no exército em 2008 e mais tarde serviu por pouco mais de seis meses no Vale Sangin, Afeganistão, com o 4º Batalhão de Fuzis.

Ele viu seu amigo próximo Martin ser baleado e morto.

“Na verdade, eu estava olhando para ele através de binóculos na hora e o vi cair.

Eu estava observando o desenrolar da batalha e não fazia parte dela, e isso é realmente o trauma quando você não pode fazer nada sobre estar em uma situação que você não pode lutar, você não pode ajudar, você apenas observa algo, você está completamente indefeso.

Eu não poderia voltar para a sua repatriação. Não houve luto, isso nunca aconteceu comigo.

Meu pai foi ao funeral por mim em meu nome, pois eu ainda estava no Afeganistão.”

O Sr. Murray sofreu com flashbacks, depressão e uma série de tentativas de suicídio.

Ele deixou o exército em 2014 e foi diagnosticado com TEPT em 2017.

Nos EUA: Militares investem no desenvolvimento de novas drogas inspiradas em psicodélicos

Mais tarde, ele passou algum tempo pesquisando psicologia, depressão e o uso de psicodélicos em diferentes países europeus.

O ministro do Policiamento, Kit Malthouse, disse aos parlamentares na segunda-feira que, embora aceitasse qualquer coisa que ajudasse a combater a doença mental, o agendamento da psilocibina era um assunto para a agência reguladora de drogas.

“Existem ensaios e pesquisas em andamento sobre a psilocibina no Reino Unido e, embora o medicamento ainda não tenha sido licenciado pela agência reguladora de medicamentos e produtos de saúde, se e quando for, consideraremos reclassificá-lo”, disse ele.

David Badcock, executivo-chefe da instituição de caridade Drug Science, disse que a pesquisa atual sobre a psilocibina é promissora, mas é necessário mais.

“Sabemos que existe um enorme potencial terapêutico na psilocibina, mas o problema é que, apesar de haver evidências, precisamos de mais pesquisas.

Precisamos fazer mais pesquisas para entender todo o potencial.”

Veja também:

Por que as drogas psicodélicas estão prestes a se tornarem mainstream

#PraTodosVerem: fotografia mostra um cogumelo vermelho de pintas brancas, com o chapéu (píleo) aberto, crescendo em um ambiente verde, onde se vê outros dois cogumelos vermelhos ao fundo, em pior foco. Imagem: Hippopx.

smokebuddies logo2 Primeiro ministro do Reino Unido deve considerar apelos para legalizar a psilocibina

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!