Austrália aprova venda de CBD sem receita e ações de cannabis sobem

folhas azul Austrália aprova venda de CBD sem receita e ações de cannabis sobem

As ações de cannabis listadas na bolsa australiana subiram hoje depois que uma reclassificação da maconha medicinal abriu caminho para vendas de CBD sem receita. Com informações da Business News Australia

Os estoques de cannabis listados na Bolsa de Valores da Austrália (ASX) estão em alta hoje depois que a Administração de Bens Terapêuticos (TGA) abriu o caminho para as vendas de canabidiol (CBD) sem receita nas farmácias.

A TGA tomou uma decisão interina de alterar o Padrão de Medicamentos e Tóxicos (SUSMP) para reduzir a classificação da cannabis medicinal para um produto do Anexo 3, especificamente as formulações orais, transmucosais e sublinguais para uso terapêutico.

Leia mais – Austrália: tendência de compra na pandemia impulsiona demanda por cannabis medicinal

 

Os produtos de CBD precisariam incluir declarações de advertência e instruções de segurança e atender aos seguintes critérios:

  • o canabidiol deve ser derivado da planta ou, quando sintético, conter apenas o enantiômero negativo do CBD;
  • a dose diária máxima recomendada é de 60 mg ou menos de canabidiol;
  • as embalagens deverão conter suprimento não superior ao necessário para 30 dias;
  • o canabidiol deverá compreender 98% ou mais do conteúdo total de canabinoides da preparação;
  • quaisquer canabinoides diferentes do canabidiol devem ser apenas aqueles encontrados naturalmente na cannabis e compreender 2% ou menos do conteúdo total de canabinoides da preparação;
  • para adultos com 18 anos ou mais; e
  • ser embalado em blister ou embalagem de tira ou em um recipiente com fecho resistente à abertura por crianças.

A TGA receberá sugestões como parte de seu processo de consulta sobre este e outros assuntos relacionados ao Padrão de Medicamentos e Tóxicos até 12 de outubro.

Um aviso público das decisões finais está previsto para 25 de novembro, com as alterações a entrarem em vigor a partir de 1º de fevereiro.

Leia mais: Mercado global de canabidiol valerá mais que US$ 89 bi até 2026, estima relatório

As empresas de cannabis medicinal viram suas ações aumentarem significativamente hoje, incluindo Bod Australia (+22,5%), Elixinol Global (+9,7%), Althea (+9%), THC Global (+8,5%), Cann Group (+7%), Medlab Clinical (+7%), Zelira Therapeutics (+3,5%), IDT Australia (+2,86%) e Little Green Pharma (+1,9%).

O CEO da Althea, Josh Fegan, aplaudiu a decisão da TGA, descrevendo-a como um dos maiores desenvolvimentos na indústria até o momento.

“A decisão interina reflete a mudança significativa nas atitudes da comunidade e do governo em relação à cannabis medicinal desde que foi legalizada na Austrália no final de 2016, que a viu passar de uma alternativa marginal para uma opção convencional aceita”, diz ele.

“Como uma forte defensora do acesso do paciente, a Althea monitorou de perto a alteração proposta desde o início e participou do processo de consulta”.

“Estamos entusiasmados com a decisão interina da TGA de reduzir a classificação de produtos de CBD e vemos esse desenvolvimento como um grande passo em frente para os produtos de cannabis já disponíveis na Austrália.”

Leia também:

Paquistão aprova o cultivo de cannabis para fins medicinal e industrial

#PraCegoVer: a fotografia de capa traz um ramo de folhas de cannabis inserido em um tubo preto, do qual aparece a somente a ponta, e um fundo em azul-claro. Foto: THCameraphoto.

smokebuddies logo2 Austrália aprova venda de CBD sem receita e ações de cannabis sobem

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!