Ex-comissário de polícia diz que prisões do Reino Unido deveriam usar maconha para reduzir as mortes por overdose

arfon jones Ex comissário de polícia diz que prisões do Reino Unido deveriam usar maconha para reduzir as mortes por overdose

Para Arfon Jones, a medida também poderia diminuir a violência e ajudar presidiários a combater o vício em opioides. As informações são do The Guardian

As prisões deveriam testar esquemas de cannabis gratuita para presidiários dependentes de drogas para determinar se isso poderia reduzir as mortes por overdose, diminuir a violência e ajudar as pessoas a superar o vício em opioides, disse um comissário de polícia e crime.

O comissário do norte do País de Gales, Arfon Jones, disse que se as autoridades judiciárias britânicas levassem a sério a redução de danos e violência nas prisões, “eles deveriam estar abordando as causas”, como o canabinoide sintético barato spice que é abundante e pode ser mortal, em oposição à cannabis.

lazy placeholder Ex comissário de polícia diz que prisões do Reino Unido deveriam usar maconha para reduzir as mortes por overdose

Muitos presos recebem substitutos da heroína, como metadona e buprenorfina, enquanto outros recebem comumente analgésicos fortes, como pregabalina e gabapentinoides — todos eles drogas viciantes e potencialmente perigosas. Enquanto isso, as drogas ilegais estão disseminadas.

Leia mais: O uso de maconha é eficaz na redução de danos, segundo estudos

“Se eles estão tomando opioides, por que não pode ser prescrito cannabis?”, disse o ex-policial, de 66 anos, que não busca a reeleição para o cargo. “No final do dia, os opioides são muito mais perigosos do que a cannabis. Seria um progresso em relação ao spice ilegal, que também é contrabandeado por oficiais corruptos do presídio”.

 

 

 

Mais de 300 agentes penitenciários e funcionários externos foram demitidos ou condenados por trazer itens proibidos — que podem incluir drogas, tabaco e telefones celulares — para prisões na Inglaterra e no País de Gales nos últimos cinco anos, revelou o Guardian no mês passado.

A cannabis para uso adulto continua ilegal, mas a planta foi legalizada para uso médico no Reino Unido, embora o acesso ao óleo de espectro total através do NHS (Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido) permaneça quase impossível devido à resistência do órgão médico.

Leia mais: Brexit interrompe o fornecimento de cannabis medicinal a pacientes no Reino Unido

Jones disse que um regime específico deveria ser instituído para criar uma estrutura para testes de cannabis em várias prisões, incluindo HMP Berwyn — perto de sua casa em Wrexham — onde vários funcionários foram punidos por contrabandear drogas, enquanto também houve mortes recentes em decorrência do uso de spice.

“Vamos fornecer cannabis em condições controladas e ver se os crimes diminuem”, acrescentou ele, dizendo que a ideia foi lançada pela primeira vez em 2018 pela farmacologista Dra. Stephanie Sharp.

O objetivo do jogo é tornar as prisões mais seguras. Se eles levam a sério a redução da violência nas prisões, eles deveriam estar abordando as causas e essas são as substâncias psicoativas. Além disso, há toda uma gama de problemas aos quais a cannabis seria direcionada para reduzir o risco”.

O número de drogas encontradas nas prisões britânicas aumentou 18% em 2019–20, para 21.575, com substâncias psicoativas estimulando o crescimento.

Leia mais: Comissão descobre que maconha foi liberada em presídios para acalmar detentos

Houve 88 mortes relacionadas a drogas nas prisões entre 2008 e 2016, principalmente por metadona, heroína e benzodiazepinas, de acordo com os dados mais recentes do Escritório de Estatísticas Nacionais do Reino Unido. No entanto, as mortes por spice aumentaram acentuadamente nos últimos anos.

Em vários estados dos EUA onde a cannabis medicinal foi legalizada, as mortes por overdose de opioides caíram 25%, sugere uma pesquisa da Universidade Johns Hopkins que cobre de 1999 a 2014.

Outro estudo americano sugere que os pacientes que usam cannabis para controlar a dor crônica reduziram enormemente o uso de opioides, com a erva reduzindo os sintomas físicos e psicológicos da abstinência.

Um porta-voz do serviço penitenciário britânico disse: “Temos uma abordagem de tolerância zero às drogas e trabalhamos em estreita colaboração com a saúde para apoiar os infratores durante o tratamento e a recuperação”.

Leia também:

A outra epidemia: EUA têm recorde de mortes por overdose em ano de Covid-19

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de Arfon Jones falando enquanto olha por cima dos óculos, vestido com um paletó cinza-claro, em fundo azul. Imagem: Plaid Cymru Swyddogol | Wikimedia Commons.

lazy placeholder Ex comissário de polícia diz que prisões do Reino Unido deveriam usar maconha para reduzir as mortes por overdose

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!