Anvisa nega pedido da Unicamp para pesquisa com cultivo de cannabis

inflorescencia pote oleo Anvisa nega pedido da Unicamp para pesquisa com cultivo de cannabis

Estudo agronômico duraria dois anos e trabalharia com 91 tipos de sementes para a produção de medicamentos. As informações são da Época

A Anvisa negou um pedido da Unicamp para desenvolver uma pesquisa com o cultivo de cannabis.

A resposta negativa foi dada em 6 de novembro, após nove dias de análise.

site sb Anvisa nega pedido da Unicamp para pesquisa com cultivo de cannabis

Em parceria com a empresa Entourage Phytolab, o estudo agronômico da Unicamp duraria dois anos e trabalharia com 91 tipos de sementes de cannabis para a produção de medicamentos.

Leia: Unicamp e Entourage Phytolab firmam parceria de pesquisa sobre cannabis medicinal

Um recurso será apresentado nos próximos dias à Diretoria Colegiada da agência, que deve ser julgado em janeiro.

“É uma pena. Infelizmente estamos passando por um momento de muito obscurantismo. Não estamos pedindo nada que não esteja autorizado pela lei”, afirmou Caio Santos, CEO da Entourage, ressaltando que o trabalho pode contribuir com o combate de doenças coronárias, emagrecimento e tratamentos anti-inflamatórios.

Na semana passada, a Universidade Federal de Viçosa e a startup Adwa Cannabis iniciaram uma pesquisa para o melhoramento genético da planta.

Contudo, após resistência da Anvisa, o estudo só começou após uma decisão judicial.

Primeiro programa de melhoramento genético de cannabis

Em parceria com a startup Adwa, a Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, anunciou, na última semana de novembro, a formalização do primeiro programa de melhoramento genético de cannabis do Brasil. Trata-se de um acordo de parceria para pesquisa e inovação que será desenvolvido pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Fitotecnia do Departamento de Agronomia, pelo pesquisador Sérgio Barbosa Ferreira Rocha.

No estudo, serão desenvolvidas quatro variedades para uso medicinal e industrial a partir de genéticas fornecidas pela empresa colombiana Cannadrop, de acordo com informações da Adwa.

Leia mais:

Brasil terá primeiro programa de melhoramento genético de cannabis em Viçosa (MG)

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de uma inflorescência de maconha deitada sobre uma superfície de madeira clara, ao lado de um pequeno pote transparente, com tampa dourada, contendo uma substância amarelada. Foto: Camila Morgan | Flickr.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!