Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

anatomia da planta cannabis Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

Saiba quais são as principais estruturas, aprenda a identificar os sexos e entenda de onde vêm os compostos que fazem da maconha uma planta tão especial

Consequência do preconceito e da proibição, a visão da cannabis ainda é muito descaracterizada. Para alguns, maconha é aquele material escuro, comercializado pelo mercado ilícito. Para outros, a folha é a parte consumida no uso adulto, e ainda há quem acredite que cannabis e maconha são coisas distintas.

Com o intuito de desvendar cada detalhe de uma planta de maconha, este breve guia belamente ilustrado apresenta a planta em suas formas, partes e variações. Confira a seguir.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

Anatomia da Planta

A cannabis é uma planta composta por várias estruturas, muitas das quais podemos encontrar em qualquer espécie comum de floração. A planta cresce em hastes longas e magras, com suas grandes e icônicas folhas — formato que lembra um leque de lanças serrilhadas — que se estendem das áreas chamadas de nós. Em geral, a cannabis se destaca por suas flores, onde ocorrem formações complexas e únicas.

Folhas

As folhas são componentes importantes da planta cannabis e, na verdade, existem alguns tipos de folhas de maconha. As folhas grandes e salientes que aparecem ao longo do comprimento da planta são chamadas de “fan leaves”. Essas folhas são essenciais para a fotossíntese da planta, mas geralmente são removidas no período de pré-flora e flora (em um processo chamado defoliação) e sempre são retiradas do produto acabado e colhido.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

Ao contrário das fan leaves, que normalmente são cortadas da flor após a colheita, as pequenas folhas encontradas nos brotos de flores de cannabis são chamadas de “sugar leaves” por causa do alto volume de tricomas encontrado nelas, o que faz parecer que as folhas estão cobertas de açúcar. A folhas de açúcar podem ser usada para fazer comestíveis, guarnições ou extrações.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

Caule

A principal estrutura de suporte da planta de cannabis, o caule transporta fluidos, nutrientes e informações das raízes para o restante da planta. O caule fornece uma base para permitir que as fan leaves acessem a luz necessária para facilitar o crescimento e carregam o peso de flores pesadas.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

É o ponto em que o caule e a folha se cruzam. Os nós podem conter ramificações com uma ou mais folhas e são importantes para se familiarizar, pois são onde começam a crescer sacos de pólen (plantas macho) ou pistilos (plantas fêmeas). Compreender o sexo da planta é crucial para se chegar ao produto final.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da plantalazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta
Sexos das plantas

Uma das primeiras observações importantes sobre um pé de cannabis é o seu sexo. Sim, isso mesmo, a cannabis é uma planta dioica, ou seja, ela é um ser vivo que pode ser macho, fêmea ou ambas (hermafrodita). E diante destas variedades sexuais, os resultados e seus frutos são diferentes para cada tipo de planta.

As plantas femininas são as mais cobiçadas para os usos adulto e terapêutico. Através das plantas fêmeas é que se produzem grandes flores secretoras de resinas ricas em canabinoides, como Canabidiol (CBD), Canabinol (CBN), Tetraidrocanabinol (THC), Tetraidrocanabivarina (THCV), e outros mais de 400 compostos da planta que proporcionam em conjunto os efeitos com benefícios terapêuticos da cannabis.

lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta lazy placeholder Anatomia da Cannabis: conheça os sexos e as principais partes da planta

Feminizadas é o termo usado para se referir às sementes que foram criadas para produzir somente plantas fêmeas. As sementes feminizadas facilitam a vida dos cultivadores, eliminando a necessidade de se determinar o sexo da planta em crescimento. Em geral, as flores das plantas fêmeas são cortadas em brotos e colocadas para secar, curar e, após esse período, estão prontas para serem consumidas in natura. As flores das plantas fêmeas também são chamadas de sinsemilla, por não terem sementes.

Já as plantas machos produzem uma quantidade insignificante de resina e suas flores são formadas por sacos (estames) de pólen para a polinização das fêmeas. Fêmeas polinizadas mudam seu metabolismo e desviam a energia que seria usada na produção de resina e novas inflorescências para a produção de sementes. Quando não polinizadas, as fêmeas continuam produzindo resina até serem colhidas.

As chamadas plantas hermafroditas apresentam flores de ambos os sexos. O hermafroditismo é uma característica genética de algumas linhagens que pode ser desencadeada por diversos fatores, principalmente em plantas submetidas a estresse (reação a condição ambiental desfavorável ao crescimento). Essa condição é geralmente considerada um incômodo entre os cultivadores, pois pode polinizar as plantas fêmeas, que passarão a produzir sementes e flores.

Em geral, os cultivadores e grandes produtores garantem o sexo de suas plantas através do cultivo de clones geneticamente idênticos a uma planta matriz. As sementes feminizadas também são produzidas através de um processo de melhoramento.

Flores / Cola 

Cola é o conjunto de flores que se forma ao longo das hastes principais de uma planta madura. Em geral, dentro da cultura de cultivo, as flores de cannabis são mais conhecidas como buds (brotos, em português). As colas são compostas de brotos em forma de camarão que crescem junto às hastes principais e podem chegar a mais de 40 cm. No topo da planta, forma-se a cola principal, também chamada de “Top Bud”.

Em geral, quanto maior, mais pesada e mais densamente coberta de tricomas uma cola ou top bud for, melhor será a qualidade, embora algumas cultivares desenvolvam naturalmente flores que são mais espaçadas e arejadas.

Pistilo & Estigmas

Os famosos ‘cabelinhos’ encontrados nas flores. Os pistilos, na realidade, fazem parte do órgão reprodutivo feminino da cannabis. Eles são os responsáveis por capturar o pólen para fecundar as flores.

O pistilo contém as partes reprodutivas de uma flor, e os fios vibrantes semelhantes a pelos são chamados de estigmas . Os estigmas servem para coletar o pólen das plantas machos. Os estigmas do pistilo começam com uma coloração branca e progressivamente escurecem para amarelo, laranja, vermelho e marrom ao longo da maturação da planta.

Saber identificar estigmas é uma parte importante do cultivo de cannabis, pois esses são os sinais reveladores de que uma planta é fêmea e, portanto, produzirá as flores ricas em canabinoides que você está tentando colher.

Cálice / Sépalas

As sépalas são estruturas foliáceas associadas às flores das angiospermas*. Um conjunto de sépalas forma um cálice, que tem a função original de proteger as flores em desenvolvimento. Elas têm a aparência de uma folha verde em forma de lágrima e são fortemente cobertas por glândulas de resina que produzem a maior concentração de canabinoides de todas as partes da planta.

Tricoma

Apesar do tamanho minúsculo, é difícil de não ser percebido o manto de resina brilhante nos buds da cannabis. Essa resina é secretada através de glândulas translúcidas em forma de cogumelo que cobrem as folhas, caules e cálices. A função dos tricomas é proteger a planta contra predadores. Eles também concentram terpenos, responsáveis pelo aroma da maconha e canabinoides, como o THC e o CBD. A base da produção de haxixe depende dos tricomas e da sua potente resina cristalizada.

*A palavra angiosperma vem do grego angeios, que significa ‘bolsa’, e sperma, ‘semente’.

Todas as fotografias do artigo são de autoria de THCamera Photography e uso exclusivo da Smoke Buddies, a reprodução sem autorização é expressamente proibida.

Referências

Cervantes, J. (2015). The Encyclopedia Cannabis.
Vidal, S. (2014). Cannabis Medicinal — Introdução ao Cultivo Indoor.
Peixoto, A. M., et al. (1998). Enciclopédia Agrícola Brasileira.

Leita também – Dicionário da maconha: termos, expressões e nomes do universo canábico

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de um top bud com folhas verdes-escuras rajadas de roxo, que também colore as flores, contrastando com os pistilos de cor creme, e um fundo escuro. Foto: THCameraPhoto.

mm

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!