Alta demanda por maconha medicinal esgota estoques em Nova Jersey

cannabis balanca Alta demanda por maconha medicinal esgota estoques em Nova Jersey

No estado de Nova Jersey, EUA, os pacientes de cannabis medicinal estão enfrentado a falta de estoques após o governador Phil Murphy expandir o programa estadual de maconha para condições comuns como dores crônicas e ansiedade. As informações são do Brazilian Voice.

Numa ida recente para adquirir um pouco de maconha medicinal em Cranbury, o paciente Edward Grimes ficou no final da fila mais longa que ele já esperou. Quando chegou a vez dele, descobriu que o estoque de “Limão G”; um tipo de maconha utilizada para tratar dores nas costas e espasmos, havia acabado.

Edward está entre os milhares de pacientes registrados em New Jersey a obter a maconha medicinal e que vivenciaram em abril o aumento das filas nos locais de venda, assim como a falta de determinados tipos da droga. O problema pode ser resultado do fluxo de pacientes novos no programa estadual depois que o Governador Phil Murphy autorizou sua expansão em março. A expansão permite que pessoas com condições mais comuns, como ansiedade e dor crônica, estejam autorizadas a se registrar.

“Eles não conseguem lidar com a demanda”, referiu-se Grimes aos estoques. “Isso vai piorar”.

O Departamento de Saúde informou que mais de 5 mil pacientes foram adicionados ao programa estadual de maconha medicinal desde o início de 2018. Antes de Murphy assumir o cargo, o programa tinha aproximadamente 16 mil pacientes inscritos. O Secretário de Saúde Shereef Elnahal informou que, após a expansão, cerca de 100 novos pacientes se registram no programa todos os dias.

Esse aumento tende a continuar e fez com que o Departamento de Saúde começasse a permitir que os depósitos atuais de maconha medicinal se expandissem. O Curaleaf, o depósito em Bellmawr anteriormente conhecido como Ciências Compassivas, abriu outro depósito independente no início de maio, enquanto o Garden State Dispensary recebeu a aprovação inicial para uma instalação adicional em Union Township.

George Schidlovsky, diretor de operações do Curaleaf de Bellmawr, disse que a nova instalação permitiu que mais pacientes fossem aceitos. Previamente, o depósito da Curaleaf era menor, uma vez que fazia parte do mesmo prédio onde ocorria o cultivo da maconha medicinal.

Leia também: Nos EUA, políticos estão mudando de opinião e apoiando legalização federal da maconha

#PraCegoVer: fotografia de mãos vestindo luvas pretas segurando um pacote de maconha vendido por dispensário nos EUA e colocando algumas flores em uma balança de precisão. Créditos: Ted Warren – AP Photo.

Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário