“Eu uso maconha para ficar acordado”, admite presidente das Filipinas

rodrigo duterte fuma maconha para manter acordado Eu uso maconha para ficar acordado, admite presidente das Filipinas

Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas que segue no comando de uma sangrenta guerra às drogas, admite usar maconha para ficar acordado e reclama de sua agenda cansativa. A declaração foi feita em discurso durante evento realizado na residência oficial do presidente.

Seja uma brincadeira ou não, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, admitiu fazer o uso de maconha para conseguir se manter acordado e citou sua agitada agenda de compromissos durante reunião da Cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN, nas siglas em inglês), como argumento para o consumo.

“É uma atividade mortal, principalmente na minha idade”, alegou o presidente de 73 anos em relação à sua agenda: “Eu não me importo muito porque uso maconha para me manter acordado”, completou Duterte durante o discurso no evento em Malacañang.

Como exemplo, Duterte lembrou os compromissos de recente encontro de líderes asiáticos em Cingapura: “Vocês sabem que a atividade começava às 8h30 e terminava quase às 22h, 23h?”, diz.

Desde então, o assunto começou a ganhar mídia e Duterte disse que estava apenas fazendo uma piada para que o evento não se tornasse chato, conforme o divulgado no portal filipino PhilStar.

Legalização só medicinal

Questionado em entrevistas anteriores, Duterte já havia defendido o uso medicinal da maconha. Em julho deste ano, porém, o presidente filipino prometeu manter a violenta guerra às drogas no país.

Leia também: Como é a guerra às drogas do ‘Bolsonaro’ das Filipinas, Rodrigo Duterte

#PraCegoVer: imagem de capa é um frame do vídeo em que Rodrigo Duterte, vestindo camisa branca, discursa e gesticula fazendo alusão ao consumo de um baseado, atrás de microfones fixados num púlpito de cor azul com o brasão das Filipinas.

lazy placeholder Eu uso maconha para ficar acordado, admite presidente das Filipinas

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.