Reggae é eleito Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO

reggae patrimonio cultural humanidade unesco Reggae é eleito Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO

Para a agência cultural da ONU, a música reggae contribuiu para o discurso internacional sobre questões como injustiça, resistência, amor e humanidade. Ritmo alcançou proeminência na década de 1960 e tem em Bob Marley seu maior ícone.

A agência cultural e científica da ONU, a UNESCO, acrescentou nesta quinta-feira (29) a música reggae à sua lista mundial de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, dizendo que sua popularidade mundial “continua a agir como uma voz para todos”.

“Sua contribuição para o discurso internacional sobre questões de injustiça, resistência, amor e humanidade ressalta sua dinâmica de ser ao mesmo tempo cerebral, sócio-político, sensual e espiritual”, disse a agência.

Nascido nos subúrbios da capital Kingston, local onde mora a população marginalizada da Jamaica, o reggae é “um amálgama de numerosas influências musicais, incluindo formas jamaicanas anteriores, assim como linhagens caribenhas, norte-americanas e latinas”, segundo foi publicado no site da organização.

A UNESCO destacou o poder de comunicação do estilo musical, que abraça desde temas ligados ao combate ao racismo e opressões, até canções de amor e da celebração da natureza.

Embora em seu estado embrionário o reggae fosse a voz dos excluídos, ele acabou sendo incorporado por toda a sociedade -vários gêneros e grupos étnicos e religiosos se identificaram.

Símbolo musical do país caribenho, o reggae jamaicano encantou o mundo através de seu maior ícone, Bob Marley. Considerado o maior expoente do estilo, sua música simboliza o protesto, a emancipação e a busca pela liberdade. O “rei do reggae” vendeu mais de 200 milhões de álbuns em todo o mundo. Ele morreu em Miami, em 11 de maio de 1981, aos 36 anos de idade.

Muitas canções na tradição do reggae também exaltam a paz, a união e a positividade, como “One love” de Marley, e “Sing a little song”, de Desmond Dekker.

Leia também: Jamaica quer tornar reggae em patrimônio cultural intangível da Unesco

#PraCegoVer: fotografia (capa) em preto e branco e meio primeiro plano de Bob Marley apontando o dedo indicador para cima enquanto canta, com os olhos fechados, ao microfone no pedestal; e um fundo escuro.

lazy placeholder Reggae é eleito Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.