Policiais trocam quase 600 kg de maconha apreendida por tijolos baianos

 Policiais trocam quase 600 kg de maconha apreendida por tijolos baianos

Os 593 quilos de maconha foram apreendidos há quase seis anos, em Itatiba, interior de SP. Um dos policiais civis que participaram da apreensão foi preso pela Polícia Federal, em junho de 2017, em ação contra o tráfico de anabolizantes. As informações são da Ponte Jornalismo.

A Corregedoria da Polícia Civil investiga o desaparecimento de 593 quilos de maconha, que haviam sido apreendidos por uma delegacia da zona norte da cidade de São Paulo em 14 de maio de 2013.

A droga deveria ser incinerada nesta sexta-feira (15/3), mas, em vez de maconha, havia tijolos baianos e gesso, materiais usados na construção civil.

A troca da droga por tijolos só foi descoberta porque promotores de justiça que acompanhavam o caso estranharam a diferença do peso.

Segundo uma fonte ouvida pela Ponte Jornalismo, os invólucros foram abertos e, para surpresa de todos, descobriram que a maconha havia sido trocada.

A Corregedoria da Polícia Civil foi avisada e o material seguiu para o IC (Instituto de Criminalística) para ser analisado.

Ponte procurou a Delegacia Seccional Norte e a Corregedoria da Polícia Civil, mas ninguém quis falar sobre o caso. O diretor do Instituto de Criminalística, Maurício Lazzarin, afirmou à reportagem que não tinha essa informação.

A assessoria de imprensa da SSP (Secretaria Estadual da Segurança Pública) informou que “ os 593 quilos de maconha aprendidos em 2013, que seriam destruídos, não correspondiam à substância registrada”. Segundo a pasta, “a incineração foi suspensa e foi instaurado imediato Inquérito Policial na Corregedoria da Polícia Civil para a devida apuração dos fatos”.

lazy placeholder Policiais trocam quase 600 kg de maconha apreendida por tijolos baianos

#PraCegoVer: fotografia mostra os vários sacos brancos com as bocas amarradas e amontoados em uma área aberta da delegacia, onde pode-se várias pessoas ao fundo, sendo que uma delas está mexendo em documentos sobre uma mesa branca de plástico.

Os 593 quilos de maconha foram apreendidos há quase seis anos em um posto de combustível na rodovia Dom Pedro I, em Itatiba, no Interior paulista. A apreensão foi feita por três policiais civis lotados, na época, no 90º Distrito Policial (Parque Novo Mundo).

No boletim de ocorrência registrado na delegacia, consta que a droga estava em um caminhão, escondida em meio a uma carga de balcão de pias. O motorista foi preso em flagrante.

Um dos policiais civis envolvidos na apreensão chegou a ser preso pela Polícia Federal, em junho de 2017, em uma ação contra o comércio ilegal de anabolizantes em São Paulo.

Essa não é a primeira vez em que centenas de quilos de drogas apreendidas desaparecem misteriosamente de delegacias da Polícia Civil paulista. Em outubro do ano passado, 900 kg de maconha sumiram do 1° Distrito Policial (Sé).

A droga estava trancada em uma sala no térreo da delegacia, pois ainda não havia autorização judicial para a incineração do entorpecente. Uma escrivã responsável pela guarda da maconha notou o desaparecimento quando foi realizar uma conferência.

Leia também:

Quase uma tonelada de maconha desapareceu de delegacia do centro de SP

Promotores apreendem drogas dentro de distrito policial em São Paulo

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado e vista superior de um saco branco aberto, onde pode-se ver, em seu interior, um tijolo parcialmente coberto por um plástico de cor marrom, e a mão de uma pessoa verifica o material.