Parar de fumar maconha melhora memória em até uma semana

ficar sem consumir maconha por uma semana restaura memoria Parar de fumar maconha melhora memória em até uma semana

Mudanças no cérebro começaram a ser notadas na primeira semana sem o uso da maconha, segundo o estudo realizado com consumidores do estado de Massachusetts, nos EUA.

Certamente você já ouviu falar que o consumo de maconha acarreta em perda de memória. Embora a cannabis tenha essa reputação, é difícil provar se o consumo da planta causa o problema ou se as pessoas que fumam possuem uma memória ruim.

A única maneira de descobrir esse resultado é com um estudo randomizado, em que algumas pessoas que normalmente não fumam passam a consumir por meses, mas isso nunca passaria por um comitê de ética.

Para se livrar de qualquer problema técnico/ético, a equipe da pesquisadora Randi Schuste, professora assistente em Harvard e pesquisadora na área de neurologia do Hospital de Massachusetts, resolveu ir pelo caminho inverso: ao invés de pedir para que os participantes começassem a fumar, exigiu abstinência total de parte de suas cobaias – remunerada para incentivar um comprometimento maior. Os pesquisadores também faziam testes de urina para confirmar a ausência de maconha no organismo dos participantes.

O estudo selecionou 88 participantes, na faixa etária entre 16 e 25 anos, que relataram o consumo de maconha pelo menos uma vez por semana. Dois terços deles foram selecionados, aleatoriamente, para parar de fumar. A partir daí, testes para comparar a capacidade de memorização desses participantes começaram a ser feitos semanalmente.

Os resultados foram rápidos. A memória dos que deixaram de consumir melhorou já na primeira semana sem fumar, e continuou assim até o final do estudo. Já entre os adeptos da erva, também houve um aumento na memorização, mas isso só aconteceu após um mês, e se deve a uma limitação do estudo. Segundo os cientistas, os voluntários estavam apenas se acostumando com o teste, não necessariamente melhorando sua memória.

Os pesquisadores analisaram os cérebros dos participantes e constataram que, por motivos ainda não compreendidos, os usuários de maconha possuem menos receptores canabinoides no hipocampo, parte do cérebro relacionada à memória. Após três dias sem usar maconha, o nível desses receptores voltava a aumentar.

Leia também:

Estudo mostra que maconha melhora déficit de memória em idosos

#PraCegoVer: fotografia (de capa) de algumas flores de maconha ao lado de um lápis e uma borracha escolar vermelha, sobre uma folha de respostas para marcação de alternativas preenchida e corrigida com a escrita em vermelho “See me after class”.

Referências:

Journal of Clinical Psychiatry , DOI: 10.4088 / JCP.17m11977.
NewScientist.

lazy placeholder Parar de fumar maconha melhora memória em até uma semana

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.