Maconha medicinal reduz uso de álcool e drogas, aponta relatório

flores remedios Maconha medicinal reduz uso de álcool e drogas, aponta relatório

Novo relatório da New Frontier Data, sobre os perfis dos usuários de maconha nos Estados Unidos, mostra uma mudança no uso de álcool e outras drogas.

O relatório intitulado 2018-2019 Cannabis Consumer Report: Archetypes, Preferences & Trends é resultado de uma pesquisa com 3.000 adultos consumidores de maconha que foram questionados sobre o porquê de utilizarem, como conseguem, como consomem e suas perspectivas sobre a sociedade e a vida.

Os resultados da pesquisa descrevem as tendências dos norte-americanos no consumo de maconha a nível nacional, rompendo a barreira binária de uso medicinal e recreativo.

Revelações 

Das pessoas adultas entre os consumidores de álcool e maconha, dois terços (65%) dizem que dada uma escolha, preferem a erva em vez da bebida, enquanto 28% seguem consumindo ambas as substâncias. Os dados apresentados pela New Frontier Data mostram uma mudança no consumo.

lazy placeholder Maconha medicinal reduz uso de álcool e drogas, aponta relatório

#PraCegoVer: ilustração que mostra os resultados da pesquisa, com o título “Cannabis Displacing Alcohol and Pharmaceuticals”.

A popularidade da maconha está no auge, enquanto os mercados do álcool e dos fármacos enfraquecem. Os dados do relatório refletem, por exemplo, que 84% dos consumidores acham que tem algum valor medicinal e 82% acreditam que o acesso deve ser completamente legal.

Dos entrevistados, 74% creem que a maconha é mais segura que o álcool e 73% dos pacientes medicinais a utilizam como um substituto aos fármacos, sendo que 94% reporta melhoras em suas condições.

Segundo o relatório, as três principais razões para o consumo são relaxar (66%), alívio do estresse (59%) e combate à ansiedade (53%). No entanto, mesmo que em porcentagens menores, há uma longa lista de razões para o consumo que incluem melhoria no sono, tratar alguma condição grave, desfrutar de experiências sociais ou estimular a criatividade.

Padrões de Consumo

O relatório fornece também insights capazes de traçar os padrões de consumo da cannabis. 60% dos consumidores gastam menos de US$ 50 cada vez que compram algum produto. No entanto, a despesa mensal de quase metade (47%) é de US$ 100.

Os métodos preferidos de consumo nos EUA continuam sendo o baseado e os bongs, porém mais de 53% querem novos produtos como concentrados, vaporizadores ou comestíveis.

Demonstrando um exponencial desenvolvimento da indústria, nos estados que já regulamentaram, o mercado para 2025 deve chegar a 25 bilhões de dólares entre os grupos de consumidores para fins “medicinal” e “recreativo/social”.

Leia também:

Há indícios de que a legalização da maconha pode reduzir o consumo de álcool

#PraCegoVer: fotografia (capa) frontal de um pequeno recipiente de vidro contendo flores secas de maconha na parte direita da foto ao lado de dois blísteres de comprimidos (um vermelho e um azul) e duas cápsulas de cor rosa e azul, à sua esquerda; ao fundo, desfocado, um frasco de medicamento.

lazy placeholder Maconha medicinal reduz uso de álcool e drogas, aponta relatório

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.