Maconha na adolescência é ligada a risco maior de depressão

consumo de maconha entre adolescentes nos eua superou o de tabaco em 2016 Maconha na adolescência é ligada a risco maior de depressão

A maconha é a droga recreativa mais comum entre adolescentes no mundo todo e seu uso nessa fase da vida proporciona um risco maior de se desenvolver depressão e pensamentos suicidas na fase adulta. As informações são da Reuters, via Terra.

Adolescentes que usam maconha correm um risco maior de desenvolver depressão e pensamentos suicidas quando forem jovens adultos, e deveriam ser conscientizados por pais e médicos destes riscos, disseram cientistas nesta quarta-feira.

Cerca de 7 por cento dos casos de depressão na adolescência poderiam ser evitados se o consumo de maconha fosse eliminado, segundo uma análise de dados sobre doenças mentais entre jovens dos Estados Unidos, do Reino Unido e do Canadá que usaram a erva quando eram adolescentes.

Leia mais: Maconha pode alterar processo decisório em cérebros de adolescentes, sugere estudo

“Embora o tamanho dos efeitos negativos da maconha possa variar… e não seja possível prever o risco exato para cada adolescente, o uso generalizado de maconha entre as novas gerações a torna uma questão de saúde pública importante”, explicou Andrea Cipriani, professora de psiquiatria da Universidade de Oxford britânica e coautora do estudo.

A maconha é a droga de uso recreativo mais comum entre adolescentes de todo o mundo. No Canadá, mais de 20 por cento dos que têm entre 15 e 19 anos disseram tê-la usado no último ano. Na Inglaterra, cerca de 4 por cento dos que têm entre 11 e 15 anos dizem ter usado maconha no último mês.

Os pesquisadores disseram que os resultados levam a crer que, se o uso de maconha fosse eliminado, haveria cerca de 400 mil casos a menos de depressão entre pessoas de 18 a 34 anos nos EUA, 25 mil a menos no Canadá e cerca de 60 mil a menos no Reino Unido.

“É um grande problema de saúde pública e de saúde mental”, disse Andrea aos repórteres em um boletim em Londres. “Os adolescentes deveriam ser conscientizados do risco.”

O estudo, publicado na revista científica JAMA Psychiatry e coliderado por Andrea e pesquisadores da Universidade McGill do Canadá, consistiu em uma análise sistemática dos melhores indícios disponíveis.

Ela incluiu 23.317 pessoas de 11 estudos internacionais e analisou depressão, ansiedade e pensamentos suicidas em jovens adultos.

Especialistas independentes indagados sobre o estudo disseram que suas descobertas são robustas e importantes.

Leia também:

Adolescentes de Washington fumam menos maconha desde a legalização, revela estudo

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra parte da face de uma pessoa jovem em perfil (boca e nariz) que acende um baseado generoso, enquanto expele a fumaça, sendo iluminado apenas pela chama do fósforo, com um fundo desfocado.

lazy placeholder Maconha na adolescência é ligada a risco maior de depressão

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário