Uso medicinal de maconha é eficaz e seguro para população idosa, diz estudo

cannabis idosos Uso medicinal de maconha é eficaz e seguro para população idosa, diz estudo

A nova pesquisa, feita pela Universidade Hebraica e pela Universidade Ben Gurion de Negrev, ambas de Israel, mostra como a maconha pode ser uma substituta segura e efetiva para idosos. 93% deles  relataram melhora na qualidade de vida e em suas condições após apenas seis meses de uso.

Um novo estudo sobre os uso da cannabis para fins medicinais descobriu que a substância é segura e eficaz para pacientes idosos, além de ajudar a diminuir os medicamentos à base de opiáceos em pacientes que sofrem com dores crônicas.

Pesquisadores da Universidade Hebraica e da Universidade Ben Gurion de Negrev, em Israel, distribuíram questionários para 2.763 pacientes com 65 anos ou mais que estavam recebendo tratamento médico à base de maconha em uma clínica do país. Seis meses depois, os pacientes receberam um segundo questionário pedindo para relatar as mudanças na intensidade da dor e na qualidade de vida após receberem o tratamento canábico.

“Após seis meses de tratamento, 93,7% dos entrevistados relataram melhora em sua condição e o nível de dor relatado teve uma redução de 8 pontos para 4, numa escala de 0 a 10”, disseram os pesquisadores de acordo com uma prévia do relatório publicado no European Journal of Internal Medicine. Dos pacientes que estavam usando a maconha para tratar dor crônica ou câncer, cerca de 18% conseguiram reduzir a dosagem de medicamentos opioides ou mesmo pararam com o uso, os entrevistados relataram também uma melhora na qualidade de vida geral.

“Nosso estudo descobriu que o uso terapêutico da cannabis é seguro e eficaz na população idosa”, concluíram os pesquisadores, que também relataram:“O uso da maconha pode diminuir o uso de outros medicamentos prescritos, incluindo opioides”. Para eles, recolher mais dados baseados em evidências, incluindo os de ensaios controlados na população idosa é indispensável.

O estudo é oportuno, uma vez que o consumo de maconha tem aumentado constantemente entre os idosos nos últimos anos. Uma pesquisa de 2016 mostrou que o número de adultos norte-americanos com mais de 65 anos que usaram cannabis no passado aumentou 250% entre 2006 e 2013.

O mais novo estudo contribui para o crescente número de evidências que demonstram que a cannabis pode ser uma substituta efetiva e segura para medicamentos prescritos.

Só no Brasil, segundo pesquisa do IBGE, a população idosa totaliza 23,5 milhões de pessoas. Ou seja, são milhões de brasileiros que realmente necessitam de algum tipo de tratamento (muitas das vezes compassivo) e com a cannabis, como já demonstrado acima, teria-se a melhor opção, o que não ocorre por conta da lei e do preconceito.

Leia também:

Teste mostra que maconha melhora déficit de memória em idosos

 Uso medicinal de maconha é eficaz e seguro para população idosa, diz estudo

#PraCegoVer:
Senhor de idade segurando folhas de cannabis na direção da câmera.

 Uso medicinal de maconha é eficaz e seguro para população idosa, diz estudo

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas... um dos responsáveis e 'faz-tudo' do Smoke Buddies.