Literatura Sativa: Arte Como Profissão

folha ceu mao Literatura Sativa: Arte Como Profissão

 

 

Bolando uns versos com a planta

Explorando a velha vergonha

Sob a fumaça que nos encanta

Voltei para falar de maconha

 

 

Dichava o assunto na roda

Chama todo mundo pra discutir

Ouça deles o que incomodar

Militar também é interagir

 

Sempre fale de legalização

E de todos os seus benefícios

Mostre o erro da proibição

Como só nos trouxe malefícios

 

Sigo aqui… Fazendo na arte

Hip Hop, Samba, Funk e Poesia

Contribuo assim… Faço parte

Mesclando amor e rebeldia

 

A Smoke Buddies me deu um lugar

Hoje faço disso minha missão

Toda semana venho praticar

Não é só um hobby… É profissão!

 

#PraCegoVer: fotografia (capa) de uma folha de maconha e parte dos dedos que a seguram, e ao fundo o céu.

Leia também ~ Literatura Sativa: Poeta da Maconha

lazy placeholder Literatura Sativa: Arte Como Profissão

Sobre Douglas Fortunato

Estudante de Filosofia no Rio de Janeiro, na UERJ, 23 anos e recém chegado na militância da causa canábica.