Literatura Sativa: Anos de Luta

marcha da maconha reune milhares orla rio de janeiro Literatura Sativa: Anos de Luta

Respeita a malandragem de rua

Aqui… Antiguidade é posto

Os meus versos de lírica crua

Nem sempre vão agradar seu gosto

 

Quase quinze anos escrevendo

E desses quinze, dez são fumando

Moleque… Eu? Compadre, vai vendo

Com o tempo vou aprimorando

 

A Smoke Buddies cedeu espaço

Divulga e incentiva arte

A política eu mesmo faço

E dessa luta me torno parte

 

Quero a garotada crítica

E o preconceito sendo raro

Mais e mais dentro da política

Tipo família do Bolsonaro

 

Maconha é o plano de fundo

Queremos a reforma social

Lutamos para ganhar o mundo

Nada mudará esse ideal

 

Leia também ~Literatura Sativa: Maconha É Uma Delícia

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra uma grande faixa branca com o texto “A proibição mata todo dia” e desenhos da folha da maconha em verde, e o logo da Marcha da Maconha, à frente de uma multidão que se perde de vista ao fundo, na orla do Rio de Janeiro; mais ao fundo, pode-se ver o morro Dois Irmãos. Créditos da foto: Dave Coutinho | MM RJ 2016.

lazy placeholder Literatura Sativa: Anos de Luta

Sobre Douglas Fortunato

Estudante de Filosofia no Rio de Janeiro, na UERJ, 23 anos e recém chegado na militância da causa canábica.