Literatura Sativa: A Maconheira

literatura sativa a mulher canabica Literatura Sativa: A Maconheira

Ela é linda em tudo que faz

Tem a força de me fazer tremer

Ela tem um gosto de quero mais

O seu rebolado é de foder

 

Minha deusa de pele macia

Geniosa como uma fera

Mulher de luz, fé e ousadia

De Wakanda… Como o Pantera

 

Uma leitora de Chimamanda

Como eu… É fã do Emicida

Reflete o asé de Luanda

Luta por nossa planta querida

 

Versada nos políticos casos

Um espírito guerreiro raro

Não aceita argumentos rasos

Como os que tem o Bolsonaro

 

Eu sou um servo frente a ela

Devoto-me ao que ela queira

Seus vermelhos olhos são a cela

Dessa minha linda maconheira

 

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em close-up de uma mulher, de costas para a câmera, que tem cabelos de cor castanho claro e um adorno no formato de uma folha de maconha, em cor verde claro, na cabeça, logo abaixo dos dreads amarrados, onde pode-se ver ramos de folhas ovais enfeitando. Créditos da foto: Dave Coutinho – Smoke Buddies | Desfile Planta na Mente 2016.

Leia também ~ Literatura Sativa: O Poder Feminino

lazy placeholder Literatura Sativa: A Maconheira

Sobre Douglas Fortunato

Estudante de Filosofia no Rio de Janeiro, na UERJ, 23 anos e recém chegado na militância da causa canábica.