Leite de mães que usam maconha pode conter vestígios da droga, segundo estudo

leite materno Leite de mães que usam maconha pode conter vestígios da droga, segundo estudo

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Tecnologia do Texas, EUA, revelou que o leite de mães que fazem uso de maconha pode conter vestígios da droga. Saiba mais com as informações da UOL Universa.

Mães que fumam maconha podem ter concentrações de um substrato da droga em seu leite, apontou um estudo conduzido por pesquisadores da Texas Tech University e publicado no periódico “Obstetrics & Gynecology”, da Sociedade Americana de Ginecologistas e Obstetras, no último dia 6.

Os estudiosos chegaram a esta conclusão depois de analisarem oito mulheres que se consideravam fumantes de ocasião e que estavam amamentando bebês de 2 a 5 meses. Com 24 horas de abstinência, as participantes eram instruídas a inalar 0,1 g da planta, que continha 23% de tetraidrocanabinol (THC) — a substância psicoativa da maconha que provoca o famoso “barato”.

Então amostras do leite destas mães foram coletadas em quatro estágios diferentes: 20 minutos, uma hora, duas horas e quatro horas após o consumo. Após analisarem os resultados, os cientistas concluíram que bebês chegam a ingerir, em média, 2,5% da dose usada por suas mães.

“O efeito neurocomportamental de longo prazo da exposição ao delta-9-tetraidrocanabinol no cérebro em desenvolvimento não está claro. Mães devem ser cuidadosas ao usar a cannabis durante a gestação e a amamentação”, conclui o texto da pesquisa.

Leia também:

Canabinoides como os encontrados na maconha ocorrem naturalmente no leite materno humano

#PraCegoVer: Fotografia de um bebê durante a amamentação.

lazy placeholder Leite de mães que usam maconha pode conter vestígios da droga, segundo estudo

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br