Legalização da maconha pode ser aprovada com urgência na Câmara

pl sobre legalização da maconha podera ser votada na camara Legalização da maconha pode ser aprovada com urgência na Câmara

Projeto do Deputado Jean Wyllys que propõe a legalização da maconha será analisado por Grupo de Trabalho que vai selecionar projetos de Segurança Pública para serem votados na Câmara. O único problema: o relator é da bancada da bala. Precisamos pressionar o Deputado Cabo Sabino a levar a votação o PL 7270/14, da legalização da maconha.

Depois que o Governo Federal decretou intervenção federal no Rio de Janeiro, a Câmara dos Deputados criou um Grupo de Trabalho para analisar e selecionar dez projetos que pretendem resolver o problema da Segurança Pública no país. Os projetos selecionados pelo Grupo de Trabalho passarão a tramitar com regime de urgência e serão votados diretamente no plenário, sem precisar passar pelas comissões.

Composto majoritariamente por deputados da Frente Parlamentar de Segurança Pública, conhecida como “Bancada da Bala”, o grupo de trabalho tem como relator o deputado Cabo Sabino (PR-CE) que foi escolhido no último dia 20. Também fazem parte do GT os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Alessandro Molon (PSB-RJ).

Segundo o deputado Cabo Sabino, será apresentado, na próxima semana, um relatório com os dez principais projetos que já tramitam na casa. A ideia é englobar propostas que tratam do sistema prisional, tráfico de drogas, tráfico de armas e facções criminosas. Segundo o Coordenador do grupo, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), o objetivo é entregar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma relação de projeto que podem ser levados imediatamente à votação no plenário.

Projeto de Lei da Cannabis

Dentre as propostas que podem ser selecionadas está o Projeto de Lei de nº 7270 de 2014, do deputado Jean Wyllys (PSOL/RJ), que propõe a regulação da produção e comercialização da maconha e seus derivados.

Leia: Arrecadação total de impostos com legalização da maconha no Brasil seria de R$ 36 bilhões ao ano

Disputando espaço em uma lista com mais de trinta PLs que reforçam as políticas de repressão, a pressão para que o Cabo Sabino escolha o Projeto de Lei da Maconha é fundamental.

Para Gabriel Elias, coordenador de Relações Institucionais da Plataforma Brasileira de Política de Drogas, não surpreende que um projeto como este seja escolhido neste momento de aumento de repressão policial como resposta à violência. “Embora o Governo Temer e a bancada da bala acreditem que a única solução para a violência é mais polícia e até mesmo o emprego das forças armadas na segurança pública, cada vez mais pessoas percebem que isso não funciona e levantam a necessidade de acabarmos com a guerra às drogas, que só tem causado mais danos à vida das pessoas. Mas para que isso aconteça, vão precisar nos ouvir. Vai ser preciso pressionar muito.”

Aproveite o momento e ajude a pressionar o deputado Cabo Sabino (PR-CE) para selecionar o PL da Cannabis, entre os 10 projetos que serão levados imediatamente à votação no plenário. Envie agora mesmo uma mensagem, como a do modelo abaixo (copia e cola), solicitando a seleção do Projeto de Lei que visa a legalização da maconha:

Deputado Cabo Sabino

Diante os esforços do Grupo de Trabalho sobre Segurança Pública da Câmara dos Deputados, venho através desta mensagem solicitar que selecione, entre os 10 PLs que serão enviados para votação no Plenário da Câmara em regime de urgência, o Projeto de Lei 7270/2014, do deputado Jean Wyllys (PSOL/RJ), que propõe a regulação da produção e comercialização da cannabis e seus derivados. Se o objetivo do GT é alcançar o bem estar e a segurança da sociedade, o combate ao crime organizado e a solução para o problema da superlotação do sistema carcerário, então a regulamentação da maconha é fundamental, pois além de atender a estes intentos, também contribuirá para que policiais e cidadãos parem de morrer numa guerra sem controle e sem fim.

Em caso de dúvidas deputado, basta realizar uma breve busca no google para comprovar que a regulamentação da maconha afeta diretamente o crime organizado, além de ser muito mais benéfica aos cofres públicos, à saúde e à sociedade quando comparada ao atual regime proibicionista da Lei 11.343/2006. Um bom momento para o senhor mostrar que faz “uma política de resultados”.

Contatos do deputado Cabo Sabino:

Facebook: http://www.facebook.com/DepCaboSabino
Twitter: http://twitter.com/cabo_sabino
E-mail do Deputado: dep.cabosabino@camara.leg.br
E-mail da assessoria: assessoriadepcabosabino@gmail.com

O GT é composto pelos deputados Alberto Fraga (DEM-DF), Alessandro Molon (PSB-RJ), Cabo Sabino (PR-CE), Capitão Augusto (PR-SP), Davidson Magalhães (PCdoB-BA), Jean Wyllys (PSOL-RJ), João Campos (PRB-GO), Júlio Lopes (PP-RJ), Paulo Teixeira (PT-SP) e Subtenente Gonzaga (PDT-MG).

A FAVOR OU CONTRA A LEGALIZAÇÃO

Diante das movimentações, o deputado Cabo Sabino teve a brilhante ideia de fazer a seguinte pergunta aos seus seguidores na sua página no facebook: VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA A LEGALIZAÇÃO DA MACONHA?

Faltando pouco menos de 7 horas para o fechamento da enquete, o resultado parcial já mostra que o povo quer legalizar a maconha. Com mais de 27 mil votos, 65% das pessoas concordam com a legalização e 35% estão contra a proposta. Corra e registre seu apoio. [Atualização – Enquete encerrada com mas de 56 mil votos: 68% Sim x 32% Não]

O próximo encontro do Grupo está marcado para o dia 03. Corra e faça pressão agora mesmo!

Leia também:

Projeto de Lei sobre cannabis é um dos poucos positivos entre os “selecionáveis” para pacote de urgência na segurança pública

 Legalização da maconha pode ser aprovada com urgência na Câmara

Fotografia de Capa Diogo Vieira

#PraCegoVer: Fotografia de uma placa sendo erguida em área urbana com os dizeres “Legalize a vida”, na qual teve a letra a da palavra vida substituída por um desenho da folha de maconha.