Maconha medicinal mostra eficácia no controle da dor em pacientes com fibromialgia

maconha medicinal smoke buddies Maconha medicinal mostra eficácia no controle da dor em pacientes com fibromialgia

Segundo o estudo, realizado em Israel, 100% dos pacientes relataram melhora nos sintomas da fibromialgia, principalmente na dor. Pelo menos 50% dos participantes reportaram ter parado de tomar a medicação tradicional após o consumo da cannabis. As informações são da PEBMED.

A fibromialgia é uma síndrome que acomete cerca de 2 a 4% da população com idade entre 18 e 65 anos em todo o mundo. O paciente sente dores por todo o corpo e pode apresentar outros sintomas, como fadiga, insônia, ansiedade, dificuldade de concentração e cefaleia. Por se tratar de uma enfermidade crônica, o tratamento age em torno do controle dos episódios de dor. Para isso, vários recursos são utilizados para atenuar a sensação dolorosa, como terapia farmacológica, exercícios físicos, acupuntura e até a prática de tai chi chuan.

Maconha medicinal x fibromialgia
Pesquisadores israelenses associaram o uso da cannabis medicinal com redução nas dores corporais e em maiores intervalos em que estas se apresentam. A análise foi realizada com dados provenientes de dois centros médicos de Israel especializados no tratamento da fibromialgia. O levantamento foi realizado em 2017 e os resultados foram publicados em agosto de 2018 na edição online do Journal of Clinical Rheumatology.

A pesquisa contou com 26 pacientes, com idade média de 37,8 anos, diagnosticados com fibromialgia há pelo menos 2 a 4 anos na base. Destes, 73% eram mulheres (n=19). Após consentirem com o estudo retrospectivo, os indivíduos responderam a questionários sobre a doença antes e depois do tratamento com maconha medicinal, que durou por volta de 10 a 11 meses. Cada paciente consumiu uma dose média de 8,3 g por mês.

Resultados
Ao final da pesquisa, 100% dos pacientes relataram melhora nos sintomas da fibromialgia em todos os quesitos que constavam no questionário, principalmente no que se referia à dor. Pelo menos 50% dos participantes (n=13) reportaram ter parado de tomar a medicação tradicional após o consumo da cannabis. Em relação aos efeitos adversos, 30% dos pacientes (n=8) sentiram leves efeitos colaterais como dores de cabeça, náuseas, boca seca, sonolência e fome excessiva.

Referências:

HABIB, George, et al. Medical Cannabis for the Treatment of Fibromyalgia. JCR: Journal of Clinical Rheumatology: August 2018 – Volume 24 – Issue 5 – p 255–258. doi: 10.1097/RHU.0000000000000702.

Leia também:

Sucesso no uso medicinal da maconha contra dor inibe o preconceito

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em ângulo diagonal de flores de maconha alocadas nos compartimentos de uma bandeja de laboratório branca.

lazy placeholder Maconha medicinal mostra eficácia no controle da dor em pacientes com fibromialgia

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário