EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

com eleicoes presidenciais maconha vai voto em 9 estados dos eua EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

Em uma histórica votação, 8 dos 9 estados disseram “sim” à legalização da maconha – para alguns, recreativa, para outros, medicinal! O dia 8 de novembro com certeza será inesquecível para ativistas, pacientes, famílias e usuários do país. Veja abaixo quais regiões legalizaram e o que muda com a aprovação.

O dia 08 de novembro entra para a história do movimento pela luta da legalização da maconha! Hoje, 9 estados foram às urnas para votar um referendo no qual a maioria decidiu pela legalização da erva para fins medicinais e recreativos. Além das eleições presidenciais, que acabaram por eleger Donald Trump e definiram vários temas, milhões de eleitores norte-americanos consideraram as medidas e proposições para reverter anos de proibição sobre a maconha.

O apoio nacional pela legalização da maconha aumentou drasticamente nos últimos anos, atingindo índices históricos, que foram comprovados através da vitória de oito dos nove Estados pelo “sim” para a legalização.

Com os americanos votando em uma série de medidas e proposições em todo o país para legalizar a maconha, sem dúvidas o cenário norte-americano e mundial mudará.

“A votação vai acelerar drasticamente o fim da proibição da maconha”, disse Tom Angell, que lidera o grupo pró-legalização Marijuana Majority, ao The Huffington Post.

Os estados da Califórnia (55%), Massachussetts (53,4%) e Nevada (53,8%) legalizaram o uso recreativo da maconha. Os moradores e turistas desses estados poderão comprar erva para consumo próprio sem relação a tratamentos médicos.

A proposta também regulamenta o cultivo, produção e venda da erva. Veja o que muda em cada um:

  • Califórnia – LEGALIZADO

Na Califórnia, a Proposição 64 foi aprovada, permitindo que maiores de 21 anos possam consumir e portar, em média, até 28 gramas de maconha e cultivar até seis plantas em uma área segura e fora da vista pública. A medida ainda criará dois novos impostos, um para o cultivo e outro para o varejo.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

A aprovação da proposta na Califórnia não chega a surpreender, considerando que este foi o primeiro estado a regulamentar o uso medicinal lá em 1996.

  • Massachussetts – LEGALIZADO

A medida aprovada no estado especifica que maiores de 21 anos também possam cultivar e portar maconha.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

Em Massachussetts, os usuários poderão portar até 28 gramas em público e poderão manter em casa até 10 vezes esse limite, ou seja, 280 gramas.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

Para referência, aqui está Tommy Chong segurando 280 gramas de maconha.

  • Nevada – LEGALIZADO

Em Nevada, será permitido que maiores de 21 anos possam adquirir, cultivar e consumir maconha, além de portar até 28 g. Para aqueles que vivem distante dos dispensários, poderão cultivar até seis plantas em área restrita ao publico.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

A medida também cria um imposto de 15%, que será pago por cultivadores licenciados, para implementação da medida e o que sobrar vai para educação pública.

  • Maine – LEGALIZADO

No Maine, os votos ainda não haviam sido finalizados oficialmente até a publicação desta matéria, mas a vitória é dada como certa. Com resultado parcial de 50,4%, o estado pode ser mais um na soma da legalização.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

Se a medida for aprovada, maiores de 21 anos poderão portar em torno de 70g de maconha e o estado tributará em 10% os impostos sobre a erva.

  • Arizona – NEGADO

Nem todo jardim semeado dará flores. Foi exatamente o que aconteceu no estado do Arizona, que rejeitou com 52,1% a proposta de legalização.

lazy placeholder EUA legaliza maconha em 8 Estados. Veja o que muda em cada um

MEDICINAL

Flórida (71,2%), Montana (55,9%), Arkansas (53,2%) e Dakota do Norte (63,6%), foram às urnas e aprovaram a proposta de legalização da maconha para fins terapêuticos fornecendo o direito de compra e consumo aos residentes licenciados.

Embora mais Estados tenham aprovado de alguma forma a maconha e alterado suas leis, a cannabis ainda continua proibida nos EUA a nível federal.

A criminalização da maconha para fins medicinais e recreativos é de uma ignorância sem limites. Desta hipocrisia, os americanos estão se libertando e vivem hoje no país um momento histórico. Bem que nossos governantes, que carregam a mania de ‘se é bom para os Estados Unidos da América, também é bom para o Brasil’, poderiam se espelhar e regulamentar a maconha em terras tupiniquins.

Leia também:

O mundo não acabou após a regulamentação da maconha

Foto de capa High Times

mm

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.