Emprego dos sonhos: ser pago para viajar e fumar maconha

seu emprego dos sonhos ser pago para viajar e fumar maconha Emprego dos sonhos: ser pago para viajar e fumar maconha

Se o seu sonho de trabalho é viajar, fumar maconha e ainda receber por isso, agora isso é uma possibilidade real. Empresa californiana contratará 20 fãs para uma oportunidade única.

A Heavy Hitters, uma companhia de maconha californiana, anunciou recentemente o que pode ser a oportunidade de trabalho mais incrível de todos os tempos. Basicamente, a empresa está contratando pessoas para viajar pela Califórnia, participar de eventos canábicos e fumar maconha. E sim, você será pago para fazer isso.

De acordo com um anúncio recente, a Heavy Hitters está lançando uma nova campanha centrada em encontrar um grupo de fãs de maconha para se tornarem “embaixadores da Heavy Hitters Original”. Essencialmente, esses embaixadores representarão a marca em eventos e mídias sociais.

Embaixadores canábicos

A Heavy Hitters planeja contratar 20 pessoas para serem embaixadoras da marca durante a campanha, segundo informa publicação na High Times. Cada pessoa contratada para o trabalho receberá US$ 1.200,00 por mês. Além disso, também receberão US$ 500 em créditos nos produtos Heavy Hitters, ou seja, maconha de graça.

A companhia produz uma linha de cartuchos com concentrados de THC. Segundo a empresa, seus produtos são feitos usando uma série de características únicas. Para começar, eles usam apenas cartuchos de cerâmica em vez de pavios. Como resultado, isso produz um vapor mais limpo e suave.

Da mesma forma, a HH afirma que usa uma técnica altamente eficaz para produzir seus concentrados de THC. Eles chamam o processo de filtragem a frio, e a empresa alega que esse processo de filtragem produz um concentrado de THC com alta pureza.

Os embaixadores da empresa terão aceso a esses produtos todos os meses. Mas a erva de graça e o salário não são tudo o que receberão. Além disso, todos os selecionados a embaixadores Heavy Hitters Original terão acesso total aos eventos de cannabis em toda a Califórnia. E para cada evento, a empresa cobrirá as despesas de viagem.

Ainda há mais, a HH está estabelecendo embaixadores com acesso a roupas de marca e acesso prioritário a novos produtos. Finalmente, os embaixadores terão a chance de sediar eventos de cannabis em dispensários na Califórnia.

Obviamente, o importante é que os embaixadores representem a marca Heavy Hitters no mercado de cannabis na Califórnia. Como tal, as pessoas contratadas estarão fazendo mídias sociais para promover o que eles estão fazendo e falando sobre os produtos da HH.

Então, se você é um cannabis influencer, é bom em mídias sociais e adora viajar, ir a eventos e fumar maconha, essa pode ser uma oportunidade de ouro.

Tornando-se um Embaixador

A chave para se tornar um embaixador é mostrar suas habilidades em mídias sociais. Na verdade, o processo de inscrição para o trabalho é basicamente uma audição de mídia social.

Para começar, a empresa disse que está procurando principalmente pessoas com habilidades únicas que são boas em mostrar isso nas mídias sociais.

Possuir habilidades originais, artistas, design de streetwear, ciclistas, dançarinos, produtores, tatuadores ou qualquer outro talento contribui para a seleção.

Todos os candidatos devem postar um vídeo de um minuto no Youtube. No vídeo, a pessoa deve falar sobre si mesma e o que a torna única e, em particular, deve destacar seu amor pela erva. Basicamente, o candidato deve defender porque seria um bom embaixador para uma marca de cannabis.

Depois de publicar o vídeo no Youtube, é preciso preencher um formulário online no site da Heavy Hitters e postar o vídeo no Instagram. Quem quiser se candidatar deve ser residente na Califórnia e ter mais de 21 anos.

#PraCegoVer: fotografia (de capa) de uma mulher sentado em meio a um ambiente de natureza e fumando um baseado ao expelir fumaça com a face voltada para cima.

lazy placeholder Emprego dos sonhos: ser pago para viajar e fumar maconha

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.