Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

 Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

Muitas drag queens fumam maconha, mas não somente por mera recreação. A rotina das rainhas da noite não é para qualquer um e a erva se torna uma grande aliada. Saiba mais sobre o assunto na reportagem do Civilized, com tradução e adaptação Smoke Buddies.

“Você precisa ficar chapado”, disse Alotta McGriddles, do Brooklyn, ao Civilized. É a única maneira de passar por algo tão tedioso quanto a colagem de centenas de jóias a um par de leggings.

Essa é apenas uma das muitas razões pelas quais drag queens usam cannabis.

As drags sobrecarregam o corpo, a mente e a alma. Várias noites por semana, imitadores femininos devoram alguma porcaria, colocam uma peruca no couro cabeludo nu e pulam no palco, separando e contorcendo seus membros de uma maneira que nenhum corpo jamais aguentaria.

As drag queens sempre começam a noite mais tarde, muitas vezes não iniciando seus sets até a meia-noite ou, em Nova York, até às 2h da manhã. Para esses artistas que trabalham duro, a maconha não é apenas uma fonte de criatividade – ela permite que continuem se apresentando dia após dia. Não é tarefa fácil agir como uma glamazon feroz noite após noite. É por isso que essas rainhas precisam de uma pequena ajuda da Mary Jane para mantê-las com um aspecto arrasador a cada show.

A galera do Civilized conversou com várias drag queens pelos Estados Unidos sobre o porquê de elas usarem maconha e como isso as ajuda. Veja o que essas rainhas ferozes disseram.

lazy placeholder Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

#PraCegoVer: fotografia em primeiro plano da drag queen Biqtch Puddin com um baseado (apertado em papel marrom escuro) entre os dedos indicador e médio e à boca, vestindo uma roupa de cor marrom e usando cabelo de cor verde; e um fundo em degradê de marrom. Créditos: Sativa.

A maconha deixa a criatividade fluir

Como qualquer drag queen dirá, é desaprovado usar o mesmo show todas as noites. As pessoas, sem dúvida, não aguardam por uma rainha que use o mesmo traje velho com botas de couro cano alto. A única coisa pior do que usar a mesma roupa é executar o mesmo número.

“Uso a erva no processo criativo para se chegar a um número”, disse Biqtch Puddin – o vencedor da segunda temporada de The Boulet Brothers’ Dragula. “Acho que meus melhores conceitos vêm para mim enquanto estou chapado no chuveiro, ouvindo minha playlist mais tocada no Spotify.”

A rainha JP, de Boston, também diz que desperta muita criatividade, especialmente em trips com amigos: “Abrimos meu aplicativo do YouTube Music, sacudimos, cantamos e nos divertimos pensando em mixagens engraçadas e boas transições e outras piadas para envolver o público”.

Mas fumar maconha não é bom apenas para novas apresentações; ajuda também às rainhas a inovarem nos shows.

“Costumo esboçar as melhores idéias de figurino quando fumo”, disse Boujee Cherry, uma rainha de Portland, Oregon. “[Fumar maconha] me deixa focado em uma coisa, em vez de milhões de coisas que estão ocorrendo na minha cabeça.”

lazy placeholder Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

#PraCegoVer: fotografia da drag queen Laganja Estranja sentada com um dos pés sobre outra cadeira (transparente) e vestindo uma calça estampada com desenho de folhas de maconha, enquanto segura um pipe e expele uma fumaça com efeito de cor verde fluorescente.

Cannabis ajuda com a dor física

Nenhuma quantidade de alongamentos pode salvar sua virilha de saltar fora do palco numa distensão enquanto usa saltos de 6 polegadas. Fumar maconha ajuda essas rainhas dançarinas a saltarem para a morte sem realmente morrer.

“Eu fumo antes de me apresentar, não apenas para aliviar minhas dores normais no corpo, mas para me sentir mais confortável em saltos de sete centímetros, seis pares de meias, enchimentos de quadril e fita adesiva”, explicou Indika Haze.

A rainha de 32 anos de idade, de Tacoma, Washington, tem uma rara doença articular degenerativa que erodiu completamente a cartilagem de amortecimento que geralmente fica entre as articulações. Mas os baseados [tradução de joints que também significa articulações em inglês], aliás, são o que a ajuda com as articulações. Ela fuma uma média de dois baseados por dia, além de quatro pipes de flores e quatro dabs.

“Fumar maconha é a única coisa que faz a dor diminuir”, disse Indika.

A cannabis sempre foi um remédio, mesmo para a mais notória rainha da canabis, a lenda de RuPaul’s Drag Race, Laganja Estranja. Foi a inspiração para sua persona e para se tornar uma ativista proeminente.

“A ilusão feminina é muito difícil para o corpo”, disse Laganja. “Desde os adesivos em spray até as super colas e fitas adesivas, nos colocamos muito para incorporar a mulher perfeita! A cannabis ajuda com as modificações físicas que fazemos nos nossos corpos e alivia a dor que as acompanha.”

lazy placeholder Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

#PraCegoVer: fotografia frontal e em primeiro plano da drag queen Boujee Cherry com os olhos fechados e efeito de escamas sobre as pálpebras e sangue escorrendo pelos olhos e nariz; com um fundo efeito de um céu de nuvens e auroras, em contraste com o solo escuro no horizonte.

A maconha permite que elas se sintam radiantes

A partir do momento em que uma drag se senta em um clube, ela está ligada. Ela precisa botar a casa abaixo. Se isso significa ela estar dando um bafão (show) com outra rainha ou estar tirando uma foto com um fã ansioso, de qualquer forma ela estará na personagem.

Supõe-se que todas as drag queens são naturalmente borboletas sociais, mas isso nem sempre é verdade. Fumar a flor ajuda as rainhas a aliviar a ansiedade social e pelo desempenho.

“Todo mundo pensa: ‘Ah, você é uma drag queen, precisa ser capaz de falar com qualquer um!’ (risos). Não. Fumar me ajuda a não pensar demais nas coisas. Quando fumo, posso falar com qualquer um”, disse Boujee Cherry.

lazy placeholder Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

#PraCegoVer: fotografia frontal e em primeiro plano da drag queen JP usando barba e uma coroa brilhante sobre os cabelos pretos, colocando os dedos médios sobre as fontes e usando uma jaqueta de cor marrom acobreado.

Sativa, uma rainha de 21 anos, de Seattle, disse que fumar antes de um show faz suas performances parecerem mais “naturais”. “Atuar na frente das pessoas pode ser estressante e fumar ajuda a relaxar”, ela acrescentou.

Sativa também gosta do aspecto social de fumar quando a noite chega ao fim: “Isso me dá a oportunidade de estar por perto e conversar com outros fumantes regulares, outros membros do elenco e fãs do lado de fora do show. Isso cria um ambiente social agradável”.

E sobre vir abaixo, não teríamos as nossas rainhas favoritas como a Laganja Estranja sem a cannabis. Ou, pior ainda… nós teríamos um Laganja sem os “death drops” (movimento de dança em que a drag queen se joga ao chão), e quem entre nós iria querer viver em um mundo onde ela não pudesse cair no chão enquanto ao estalar a língua?

A maconha contribui para tratar o que faz essas meninas adoecerem, então, da próxima vez que você estiver no clube, não dê apenas gorjetas às suas rainhas, ofereça-lhes um trago.

lazy placeholder Drag Queens e o porquê de elas usarem maconha

#PraCegoVer: fotografia frontal e em meio primeiro plano da drag queen Neblina Indika com as mãos na cintura e usando cabelos de cor prata e uma camiseta preta com lantejoulas vermelhas; e um fundo escuro.

#PraCegoVer: fotografia (capa) frontal e em primeiro plano de uma drag queen de cabelos longos azuis e usando um laço na cabeça, enquanto mostra a língua e segura um baseado aceso (apontado para a esquerda) entre os dedos indicador e médio, com o braço ereto e vestindo uma luva sem dedo rosa; e um fundo em degradê de azul.

Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário