Comissão Atlética debaterá retirada de maconha da lista de substâncias proibidas

comissao atletica debatera retirada de maconha da lista de substancias proibidas Comissão Atlética debaterá retirada de maconha da lista de substâncias proibidas

A Comissão Atlética de Nevada (NAC) vai debater nesta sexta-feira (13) se deve ou não tirar a maconha da sua lista de substâncias proibidas.

Mesmo não sendo uma substância para melhora de desempenho, a maconha continua sendo considerada, em níveis acima dos 150 mg/ml, um dos itens proibidos nos exames antidoping do MMA.

Mas essa realidade pode mudar, já que a Comissão Atlética de Nevada, uma das mais tradicionais, irá realizar um debate nesta sexta-feira (13) para decidir se retira ou não a maconha de sua lista proibida, segundo informações do MMA Fighting.

Apesar de uma possível mudança na NAC, a maconha continua como substância proibida pelas agências WADA e USADA, sendo que a última é parceira do UFC em seu programa antidoping.

Caso a NAC retire a maconha da lista, os lutadores ainda correm risco de serem punidos pela USADA, em uma situação de uso de maconha (em competição – uma vez que fora de competição o uso é liberado).

A Comissão suspendeu o lutador Nick Diaz por cinco anos e multou-o em 165 mil dólares, depois de Diaz ter testado positivo para maconha em janeiro de 2014. Esse foi o terceiro teste em que Diaz é pego por uso de maconha.

As sanções receberam críticas generalizadas que se estenderam aos meios de comunicação e até mesmo em Hollywood. Com isso, a equipe jurídica de Diaz e a NAC chegaram mais tarde a um acordo, reduzindo sua punição para 18 meses e multa de US$ 100.000.

Leia também:

Atletas olímpicos podem fumar maconha?