Coletivo promove primeira semana antiproibicionista em Maringá

literatura sativa miss sativa Coletivo promove primeira semana antiproibicionista em Maringá

O coletivo Antiproibicionista de Maringá (PR) promoverá de hoje até o dia 25 uma semana de debates acerca de vários aspectos relacionados às substâncias, atualmente, consideradas ilícitas. Compareça e contribua com sua participação nestas discussões sobre este tema pouco debatido em nosso país.

O evento ocorrerá a partir desta segunda-feira até o dia 25/08 (sábado) com a realização da Marcha da Maconha na cidade. Compareça e contribua com sua participação nestas discussões sobre este tema pouco debatido em nosso país e em Maringá no Paraná.

Para a noite de abertura da 1ª Semana Antiproibicionista de Maringá, o debate gira em torno de abordagens, sob diferentes vieses e campos do conhecimento, como a das políticas públicas, teologia, economia e filosofia, sobre o proibicionismo em nossa sociedade.

Durante o segundo dia de palestras pela 1ª Semana Antiproibicionista de Maringá, o movimento levanta o debate referente a atual Lei de Drogas e os reflexos para a população feminina, onde 7 a cada 10 mulheres presas no Brasil respondem pelo crime de tráfico, além do hiper-encarceramento e genocídio da população negra.

Para o terceiro dia de palestras da 1ª Semana Antiproibicionista de Maringá, o foco de debate ficará voltado para o uso medicinal da maconha. Com a presença de médicos, mães e pais que conhecem de perto as propriedades medicinais e terapêuticas da planta, o objetivo é disseminar informações sobre as formas de administração, resultados obtidos e a burocracia que impede que milhares de crianças e adultos portadores de diversos transtornos e distúrbios possam se tratar adequadamente.

Dentro da série de palestras pela 1ª Semana Antiproibicionista de Maringá, a iniciativa chega ao quarto dia para discutir questões relacionadas ao âmbito jurídico e constitucional referente às atuais políticas públicas sobre drogas no Brasil. Por parte da Lei 11.343/06, que instituiu o Sistema Nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas (SISNAD), além de críticas do ponto de vista subjetivo, desde o texto até a aplicação, há debates sobre a inconstitucionalidade de trechos do documento vigente há mais de uma década e problemas identificados pelo viés jurídico. Ao mesmo tempo, o evento foca em abordagens de programas que atendem a população que respondem ou responderam a processos de natureza criminal nas Varas Criminais e de Execuções Penais ou o Juizado Especial Criminal.

Encerrando as atividades, o Coletivo Antiproibicionista de Maringá, formado por estudantes e trabalhadores, realizará em conjunto com a população a 1ª Marcha da Maconha de Maringá / PR. Levando às ruas do município informações relativas aos problemas sociais gerados pela atual lei de drogas do país, como o encarceramento em massa e as mortes geradas pelo combate ao tráfico.

Serviço:

https://www.facebook.com/marchadamaconhamaringa/

Programação:

Segunda – https://www.facebook.com/events/442905836198367/
Terça – https://www.facebook.com/events/2038438882841098/
Quarta – https://www.facebook.com/events/461277004351436/
Quinta – https://www.facebook.com/events/310543073026689/
Sexta – Política de Redução de Danos
Sábado – https://www.facebook.com/events/416529975496170/

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em primeiro plano de parte de um folder que traz o desenho de uma pessoa soltando fumaça na qual aparece a palavra maconha e uma flor de cannabis. Créditos da foto: Bianca Barros.

lazy placeholder Coletivo promove primeira semana antiproibicionista em Maringá

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br