Bill Clinton pede desculpas pela guerra às drogas

bill clinton pede desculpas para omexico pela guerra as drogas Bill Clinton pede desculpas pela guerra às drogas

Em um discurso no México, o ex-presidente dos Estados Unidos pede desculpas pela destruição desencadeada sobre o México pela guerra às drogas. Agora é a vez do presidente Obama acabar com ela.

Dirigindo-se a um grupo de líderes empresariais, estudantes e políticos, Clinton disse: “Eu desejo que você não tivesse o narcotráfico, mas isso não é realmente sua culpa.” Ele explicou que os chamados “sucessos” na guerra contra as drogas liderada pelos Estados Unidos em outros países não tinham eliminado o tráfico, mas sim apenas empurrado para o México e América Central. “Peço desculpas por isso”, disse ele.

Mas isso é apenas a ponta do iceberg do pedido de desculpas, que os Estados Unidos deve ao México. Os EUA dá centenas de milhões de dólares em ajuda militar e policial para o México a cada ano – a grande maioria dos quais é canalizada para o desastroso combate às drogas. O governo dos EUA gastou sozinho cerca de 3.000 milhões de dólares desde 2008, para combater às drogas. Os resultados desta enorme escalada da guerra às drogas tem sido catastrófica: mais de 100.000 pessoas assassinadas; mais de 25.000 pessoas desapareceram; centenas de milhares de pessoas forçadas a fugir de suas casas; dezenas de milhares de órfãos; trauma psicológico incalculável; numerosas valas comuns em Guerrero, Tamaulipas, Chihuahua e outros estados – cada um com dezenas, até centenas de corpos não identificados; e um aumento dramático na violações dos direitos humanos cometidas pelas forças de segurança do México, incluindo milhares de casos de tortura documentados, desaparecimentos e execuções extrajudiciais. As revelações da participação direta por parte das forças de segurança estaduais e federais no desaparecimento dos 43 alunos em Guerrero, mostra a profundidade da corrupção e a carnificina no México, muito do que é alimentado pela corrosiva, guerra às drogas financiada pelos Estados Unidos.

Estas consequências devastadoras são típicas de estratégias militarizados – como a estratégia de combate às drogas aplicadas na Colômbia durante e após a era Clinton. Tais políticas não são apenas ineficazes em reduzir o uso de drogas ou de fornecimento, mas também são comprovadas no aumento da violência relacionada ao tráfico de drogas. E não esqueçamos, foi a proibição que criou o comércio ilícito de drogas, em primeiro lugar.

Esta não é a primeira vez que Clinton pede desculpas, desde que deixou o cargo, pela expansão da guerra contra as drogas durante a sua presidência. Ele fez mea culpa por se opor a maconha medicinal, por se opor no programa de troca de seringas sistema que teria evitado milhares de casos de HIV / AIDS, e por manter nas prisões americanas pessoas não-violentas condenadas por delitos de drogas. Em 2012, Clinton se juntou a ex-presidentes de vários outros países e lamentou a inutilidade da guerra às drogas em quarenta anos, dizendo: “Bem, obviamente, se os resultados esperados foram de que seria eliminado o uso de drogas na América e eliminar as redes do narco-tráfico – isso não funcionou”.

“É claro que se deseja, que ele e seus colegas tivessem feito a coisa certa quando exerciam no poder. Mas é melhor pedir desculpas do que ele fingir que não fez nada errado”. Disse, Ethan Nadelmann, diretor da Drug Policy Alliance ao Fusion.net

No entanto, precisamos de muito mais do que desculpas – especialmente daqueles que atualmente detêm cargos no poder ou que possam assumir no futuro próximo.

O Presidente Obama não deve apenas pedir desculpas, ele deve imediatamente cortar todo o financiamento da guerra às drogas para o México.

Via Drug Policy
Tradução Smoke Buddies

lazy placeholder Bill Clinton pede desculpas pela guerra às drogas

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br