Uma das maiores empresas de maconha do mundo expande-se para Portugal

 Uma das maiores empresas de maconha do mundo expande se para Portugal

A gigante canadense Aurora Cannabis adquiriu a maior parte do capital da farmacêutica Gaia Pharm, aquecendo o mercado de maconha medicinal de Portugal regulamentado no início do mês.

A Aurora Cannabis anunciou hoje a aquisição de 51% das ações da Gaia Pharm, com o intuito de estabelecer uma instalação em Portugal para produzir cannabis medicinal e produtos derivados. A empresa passará a se chamar “Aurora Portugal”. Em 21 de fevereiro de 2019, a Gaia Pharm recebeu a aprovação para construção de uma instalação de cultivo de cannabis da Infarmed, uma divisão do Ministério da Saúde responsável pela avaliação, autorização, regulação e controle de medicamentos para uso humano, segundo informou a Cision in Canada.

A iniciativa faz parte da estratégia da Aurora de obter vantagens antecipadas em países com mercados emergentes de maconha medicinal. A construção da nova instalação será realizada em fases, com a primeira fase prevista para ser concluída no terceiro trimestre de 2020. Após a conclusão, a primeira fase da instalação deverá ter uma capacidade de produção de aproximadamente 2.000 kg por ano, crescendo para 4.000 kg por ano após a conclusão da segunda fase.

Portugal, com uma população de mais de 10 milhões, representa um mercado atraente. Faz parte da Zona do Euro, tem um quadro regulamentar favorável ao produtor que incentiva o estabelecimento da produção nacional e apresenta custos de mão-de-obra favoráveis. Os novos regulamentos portugueses promulgados em 15 de janeiro de 2019 permitem a distribuição de cannabis medicinal prescrita a pacientes portugueses, além da exportação para outros países membros da União Europeia, onde a cannabis medicinal é atualmente legal.

“Estamos muito satisfeitos por entrar em mais um mercado europeu e esperamos colaborar com os nossos parceiros de joint venture, o governo de Portugal e a comunidade médica portuguesa, para incentivar o desenvolvimento de um sistema de cannabis medicinal rigorosamente regulado e seguro que seja bem fornecido e acessível aos pacientes”, disse Terry Booth, CEO da Aurora. “Com a adição deste novo projeto, estamos agora ativos em 24 países, o que acreditamos representar a maior abrangência global de qualquer empresa de cannabis. A reputação da Aurora no setor de cannabis medicinal, reforçada pela alta qualidade de nossos produtos e nosso compromisso com a pesquisa médica e vegetal, oferece vantagens distintas no estabelecimento de participação de mercado significativa no mercado europeu em rápido crescimento”.

Dr. Axel Gille, Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios da Aurora, acrescentou que: “A formação desta joint venture e a aprovação da instalação de cultivo em Portugal são passos importantes adicionais no plano da Aurora para desenvolver uma forte presença de fabricação europeia, assegurando que pacientes em toda a Europa tenham acesso à cannabis medicinal de grau farmacêutico de que necessitam”.

Leia também:

Empresa canadense de maconha medicinal terá produção na Europa em 2019

#PraCegoVer: fotografia (de capa) da silhueta do ramo de uma planta de maconha contra a luz do sol em um crepúsculo vespertino.

Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário