Associações de pacientes, coletivos e mídias canábicas se posicionam contra Jair Bolsonaro

elenao associaçoes coletivos midias canabica contra bolsonaro Associações de pacientes, coletivos e mídias canábicas se posicionam contra Jair Bolsonaro

Diversas associações, coletivos canábicos e mídias canábicas se posicionam contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), que possui posicionamento contrário às causas que as organizações defendem quando o assunto é maconha e política de drogas.

As eleições em vigor em outubro de 2018 no Brasil têm dado o que falar. E esse debate, inevitavelmente, chegaria até a maconha. Nos últimos dias, diversas associações canábicas que representam usuários e pacientes medicinais da planta se posicionaram contra o candidato à presidência pelo Partido Social Liberal, Jair Bolsonaro.

Bolsonaro é conhecido por ter duras opiniões contra o uso ou uma possível legalização da maconha. O candidato inclusive já criticou, via redes sociais, projetos de outros partidos/candidatos que apoiam uma mudança positiva na lei de drogas brasileira, alegando que esses avanços propostos causariam o aumento do consumo, benefício a traficantes e malefícios à saúde pelo uso.

Seguem abaixo as notas das associações, coletivos, Marchas da Maconha e veículos canábicos que se pronunciaram contra o candidato:

Se #elenão respeita os usuários de cannabis, então por que você o apoiaria?

Usuário de Cannabis não apoia fascista

Smoke Buddies: nossa luta é a favor da liberdade!

Leia também Hempadão na CartaCapital: Ameaça à militância canábica e à autonomia dos corpos

Como viver em democracia é respeitar a opinião de terceiros, mesmo que muitos não concordem, deixamos aqui um artigo em defesa de Jair Bolsonaro feito por uma marca de seda, publicado pela Vice Brasil.

#PraCegoVer: ilustração (de capa) de uma folha de maconha personificada ao lado de um balão de fala com a expressão #ELENÃO. Créditos da ilustração: Maryjuana.