As consequências da legalização em outro aspecto

 As consequências da legalização em outro aspecto

Nos últimos anos, o mundo tem visto uma onda de legalização da maconha e um papel importante nesse movimento é o das Marchas da Maconha que com suas vitórias pelo mundo acabam influenciando o rumo da política de drogas de países onde a erva ainda não é legal, como o Brasil. Confira o artigo de opinião de André Macêdo para o Smoke Buddies.

O famigerado maconheiro se encontra em situações muito parecidas, mas também bate o pé para que não seja um estereótipo só. Somos milhões e com milhões de brisas diferentes, umas bem profundas, existenciais, alegres e compostas de vários assuntos.

Mas uma brisa vem me chamando a atenção pós marcha da maconha de 2017, a qual eu infelizmente não pude ir. Mas na vontade de saber ao menos como foi esse movimento, encontrei muitos depoimentos positivos, sobre a vibe do ambiente, a quantidade, a polaridade de pessoas, e aquele estereótipo banal quebrado. Jovens, mulheres, estudantes, trabalhadores vindos com o uniforme do trampo, várias, várias e várias tribos, tribos aquelas que nós já sabíamos, pois, o universo de um maconheiro se abre tanto, que a gente acaba conhecendo usuários que estão por toda parte, mas infelizmente na hora de estar batalhando pela legalização, se escondem atrás do preconceito, barreira familiar, complicações no trabalho, na faculdade, no colégio… enfim, a saída do armário dos maconheiros está sendo massiva e significativa.

Leia também: 150 mil pessoas pela legalização: Veja como foram as 10 Marchas da Maconha em todo o Brasil

Uma análise mais clínica que resolvi fazer, e era questão de poucas leituras, que todos podem fazer e concluir por si só, é que essa presença e essa massificação de maconheiros lutando pela legalização, pelo menos aqui no Brasil, se dá pelos acontecimentos mundiais que nos afetam sim, diretamente!

Canadá, Estados Unidos, Holanda, Uruguai, Portugal, entre outros tantos países legalizando e mostrando como a sociedade pode viver em tranquilidade com esse fato é um ponto forte, ainda mais quando conseguem provar isso na economia que só cresce após a legalização. Queria eu que a felicidade e comemoração fossem por pessoas que necessitam para tratar de uma doença ou simplesmente porque faz dormir bem após o longo dia de trabalho, mas de qualquer forma, estamos sendo vistos como seres como outros qualquer.

A vitória que eu enxergo seria em seguranças mal treinados de bares e ambientes sociais não te esculacharem por fumar um no fumódromo (pasmem) do local, que pais pudessem plantar as mudas necessárias para que o filho usufruísse dos bens medicinais da planta, que mães ainda recentemente pós-parto pudessem usar o óleo nos mamilos para tratar as rachaduras do período de amamentação sem se sentirem culpadas, e que diversos alimentos e variedades de uso fossem disponíveis para que não fossemos induzidos a somente fumar a maravilhosa ganja.

Nessa longa história que desde a década de 70 vem tomando outros rumos, mostramos ao mundo, aos familiares, amigos e vizinhos que o mundo está se atualizando, ainda sofremos com a consequência psicológica de uma cultura de criminalização da erva, e do ato de utilizá-la, mas aos olhos de pessoas sensatas e dispostas a encarar a realidade correta, justa e em prol do bem estar social, a maconha encontra seu espaço com muita tranquilidade e soberana por todo o benefício físico, psicológico, social e econômico que nos causa.

André Macêdo, 21 anos, estuda Letras em Americana e é um apaixonado pela vida interiorana, pelo Edgar Allan Poe, e pela potencialização física e psicológica que a ganja nos causa.

Fotografia de capa: Diogo Vieira | Smoke Buddies ~ Marcha da Maconha SP 2017

 As consequências da legalização em outro aspecto

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *