5 maneiras de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor

5 maneira de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor smokebuddies 5 maneiras de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor

De acordo com a editora sênior da Leafly Rebecca Kelley, complementar os treinos com cannabis ajuda na recuperação e motivação durante as corridas. Veja abaixo o relato de Rebecca, com tradução e adaptação de Ana Carolina¹, sobre como ela une os benefícios da maconha aos seus treinos.

Rebecca começou a correr em 2007 e desde então completou seis maratonas, dois IronMan e inúmeras competições extremamente badaladas pelo universo dos corredores.

Em 2013, Rebecca incluiu a cannabis na sua rotina de treinos e o resultado foi surpreendente (inclusive para ela): a cannabis ajudou a motivar, recuperar e melhorar o tempo de maratona o suficiente para se qualificar para a Maratona de Boston, em 2016.

Buscando dar uma força para os corredores curiosos em relação ao uso de cannabis, a editora deu algumas sugestões de como incluir a santa-erva na rotina de treinos:

1- Strains Energéticos pré-corrida podem te dar um empurrãozinho!

Já dizia Maria Alice Vergueiro em Tapa Na Pantera: “O que é ruim é o papelzinho!” E neste caso, ela está certíssima!
Uma boa corrida depende de pulmões saudáveis e fumar o baseado “tradicional” pode atrapalhar os esforços aeróbicos. Em vez do famoso “beck”, a editora sugere o uso de vaporizadores, que propõe uma experiência muito mais suave sem comprometer a respiração, a brisa e a saúde pulmonar.
A grande questão aqui é a escolha do seu strain: a sativa pode comprometer seus esforços durante o treino, além de deixá-lo disperso, enquanto uma híbrida equilibrada pode auxiliá-lo na concentração sem afetar seus impulsos corporais ativos durante a corrida.

Leia também: Correr produz o mesmo efeito da maconha

2- Um Gummy-Bear de cannabis pode ajudar a encontrar seu ritmo:

Consumir 10 mg de Gummy-Bear, uma bala de goma à base de cannabis, antes de correr ou em longas distâncias pode ser fantástico para o corredor. Além de ser um combustível libertador, o gummy-bear de cannabis pode auxiliar com dores ou incômodos musculares durante o percurso. Os comestíveis de maconha são comuns e voltados ao consumo terapêutico da erva nos estados norte-americanos.

lazy placeholder 5 maneiras de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor

3- Pomadas e infusões cannábicas são tudo o que seus músculos precisam!

Seu corpo anda muito dolorido devido às repetições e rotina de treino? Suas panturrilhas queimam em longas distâncias? Cannabis pode ser tudo para aliviar seus músculos cansados! Ao contrário do que muitos pensam, as pomadas e infusões cannábicas não são psicoativas, portanto não te deixarão chapado! O segredo é que os canabinoides presentes nesses produtos aliviam e tratam a dor e inflamações musculares.

lazy placeholder 5 maneiras de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor

4- Um bom strain pode ajudar com náuseas, dores estomacais e azia pós-treino:

Todo corredor já experimentou a temida azia pós-corrida ou aquela náusea em treinos mais puxados. Felizmente existem alguns strains que ajudam a remediar esses sintomas. O ideal é consumir uma híbrida pós-treino (melhor ainda se for pós-banho).

5- Dificuldades para dormir pós-treino? Também existe um strain para isso!

Pode ser extremamente difícil ter uma boa noite de sono depois de cumprir uma longa rotina de treinos. Dores musculares podem atrapalhar bastante durante o sono, fazendo com que o corredor se sinta fadigado e irritado no outro dia. Para esses casos Rebecca sugere a strain Northern Lights, que auxilia na indução do sono, fator responsável pela reconstrução de músculos.

E você? Gosta de correr? Gosta de cannabis? Gosta dos dois?
Conta pra gente sua rotina de treino e como ela afeta seus treinos (sejam eles de corrida ou não).

Leia também:

Treino com maconha

¹Ana Carolina Pereira é psicóloga de formação, publicitária, amante de corridas de rua, gatos, sorvetes e uma das responsáveis pelo Ganja Girls, um portal voltado ao life style da cannabis no universo feminino.

lazy placeholder 5 maneiras de incluir a cannabis na rotina de treinos de um corredor

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.